Foi fácil

O GP da Espanha, de certa forma, funciona como uma metáfora da temporada 2018: parece mais equilibrada, mas, na prática, vem sendo mais fácil para Hamilton do que o ano passado – por enquanto. E quem pode evitar isso parece estar batendo cabeça...

Renan Martins Frade, de São Paulo



Realmente não era ilusão. Até mais do que isso: foi fácil. A Mercedes dominou o GP da Espanha neste domingo, 13, com uma dobradinha liderada com folga por Lewis Hamilton. Agora, o inglês lidera o campeonato com 95 pontos, 17 à frente do segundo colocado, Sebastian Vettel, da Ferrari.

De certa forma, podemos extrapolar o resultado dominical para o que vem acontecendo na temporada 2018, ao menos até agora. Em algum momento, parecia que a Mercedes não tinha tanto domínio assim, com Red Bull e, principalmente, a Ferrari mais próximos. Realmente, em desempenho as equipes estão mais equilibradas. Mas, na pontuação do campeonato (que é o que realmente importa), Hamilton vem tendo vida fácil até este momento, principalmente quando comparamos em relação ao ano passado.

Lewis construiu duas vitórias seguidas em um momento importante da primeira metade do ano, isso enquanto Sebastian fica fora do pódio pela segunda vez seguida. Veja só: em 2017, após a quinta etapa (também o GP da Espanha), Vettel liderava o campeonato com 104 pontos, contra 98 de Hamilton.

Nem preciso lembrar quem foi campeão no final do ano, né? Desta vez, o inglês pode até curtir a vitória espanhola cantando Guns N' Roses: “It's so easy, easy / When everybody's tryin' to please me baby”. 

Quer ler esta matéria na íntegra?