Temporada abre com geração de veteranos em fim de contrato e aposentadoria mais próxima

Da geração mais antiga hoje no grid da F1, apenas Fernando Alonso garante que vai continuar na categoria em 2017. Por outro lado, Jenson Button, Kimi Räikkönen e Felipe Massa podem entrar em seu ano derradeiro na categoria

Fernando Silva, de São Pauo

Dos 22 pilotos do grid do Mundial de F1 para a temporada 2016, é possível separar quatro deles numa geração à parte: Fernando Alonso, Jenson Button, Felipe Massa e Kimi Räikkönen iniciaram suas carreiras na categoria no começo dos anos 2000 e, consequentemente, são os mais experientes do certame na atualidade.

Dos quatro, apenas Alonso tem contrato até 2017 e, em que pese os rumores aqui e ali sobre sua aposentadoria caso não tenha de fato um carro à altura da sua competência, o bicampeão garante que vai cumprir seu compromisso com a McLaren. Mas Button, Massa e Räikkönen só têm vínculo firmado até o fim deste ano, o que torna a permanência do trio em 2017 uma grande incógnita.

Quer ler esta matéria na íntegra?