Red Bull gera incógnita: está atrás ou é blefe puro?

Após os testes pré-temporada, a Mercedes continuou com o posto de grande favorita, mas com a Ferrari mostrando ritmo ameaçador. A Red Bull não andou no mesmo ritmo. Mas não se sabe se é real

Nathalia De Vivo, de São Paulo

 

O início da temporada 2017 da F1 já está virando a esquina. Neste final de semana, os pilotos enfim vão para a pista para a etapa inaugural do calendário, que acontece na Austrália.

Durante duas semanas, a categoria teve Barcelona como palco para realizar os testes pré-temporada. Por oito dias, os pilotos e equipes andaram com os carros seguindo o novo regulamento técnico.

Com mudanças expressivas, como alteração na aerodinâmica e pneus mais largos, os carros mais rápidos puderam mostrar algumas coisas de força do grid. A Mercedes ainda permanece como equipe a ser batida na temporada, mas a Ferrari mostrou ter ritmo para acompanhar a equipe alemã.

Entretanto, um time a ser observado de perto é a Red Bull. Como toda pré-temporada, a equipe tem escondido os seus truques na manga. Com uma dupla forte, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, deve vir para também incomodar Lewis Hamilton e Valtteri Bottas.

Os titulares da escuderia das bebidas energéticas roubaram a cena no campeonato de 2016. A começar pelo jovem holandês, que venceu a primeira corrida após ter sido promovido para a equipe principal, no GP da Espanha.

 

Quer ler esta matéria na íntegra?