Dale Coyne Racing

A 'prima pobre' da Indy começa com uma dupla de pilotos interessante, mas sempre se sabe que mudanças podem acontecer em virtude do baixo orçamento

Gabriel Curty, de São Paulo &
Pedro Henrique Marum, do Rio de Janeiro

A Dale Coyne confirmou Conor Daly e Luca Filippi para toda a temporada 2016, mas é absolutamente improvável imaginar que os dois de fato guiarão todo o ano. Sempre atrás de patrocínios mais grossos, os dois precisam aproveitar a chance enquanto a possuem, porque pode acabar logo.

E a pré-temporada demonstra que 2016 tem tudo para ser mais um ano negativo por aqueles lados. Filippi e Daly até andaram bastante em quantidade em Phoenix, mas foram alguns dos mais lentos - dois dos três, para ser mais preciso. Segue o drama em Plainfield.

Sede: Plainfield, Illinois
Motor: Honda
Principais dirigentes: Dale Coyne
Melhor Resultado: 6º lugar (Justin WIlson - 2013)
Resultado em 2015: 22º lugar (Tristan Vautier)

 

#19 LUCA FILIPPI


9 de agosto de 1985 (30 anos), Savigliano, Itália
18 GPs
0 vitória
1 pódio
0 pole
Melhor resultado: 21º colocado em 2015
Em 2015: 21º colocado (182 pontos)

O anúncio de Luca Filippi para a disputa da temporada completa pela Dale Coyne surpreende. O italiano, após fazer todas as provas em circuitos de rua e mistos pela CFH em 2015, agora foi confirmado para correr também nos ovais. Ao menos nas pistas em que é especialista, Filippi deve ajudar bastante a Dale Coyne — foram quatro top-10, incluindo um segundo lugar em Toronto.

A expectativa para ver o rendimento de Filippi nos ovais é alta. Ao menos pelos testes coletivos em Phoenix, o italiano não deve levar tanto atraso para os rivais. Nos mistos e de rua, o #19 também deve andar ao menos no pelotão intermediário.

 

#18 CONOR DALY


15 de dezembro de 1991 (24 anos), Noblesville, Estados Unidos
6 GPs
0 vitória
0 pódio
0 pole
Melhor resultado: 28º colocado em 2015
Em 2015: 28º colocado (81 pontos)

O caso de Conor Daly, de certa forma, lembra o de Filippi. Mesmo tendo experiência em 500 Milhas de Indianápolis, o americano, em 2015, disputou três corridas substituindo o lesionado Hinchcliffe pela SPM, todas em circuitos de rua ou mistos. 

Desta forma, Daly é outro piloto que vai precisar se readaptar, ainda que de forma menos radical que Filippi. Pelo menos de início, o americano é favorito para puxar o time principalmente nos ovais.