Em entressafra, Moto2 busca talentos para voltar a fornecer campeões à MotoGP

A classe intermediária do Mundial de Motovelocidade vive uma situação curiosa: sem exibir o mesmo espetáculo da Moto3, a Moto2 tenta se reafirmar como principal fornecedora de talentos e campeões à categoria-rainha

Evelyn Guimarães, de Curiiba

Enquanto a Moto3 esbanja competitividade, espetáculo em disputas acirradas e revela talentos, a Moto2 atravessa uma fase de entressafra. Mesmo sendo a tradicional ponte para a MotoGP, a categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade mais uma vez não conseguiu enviar seu campeão para a classe rainha — aliás, o único nome que saltou para o campeonato principal foi Tito Rabat, vencedor da série do meio em 2014, situação muito diferente de anos passados, quando, Stefan Bradl, Marc Márquez e Pol Espargaró subiram logo depois do título. E o desafio agora é tentar fazer brilhar nomes que se destacaram na categoria caçula no ano passado, além de finalmente ver vingar os que vieram com pompa em 2015. 

Quer ler esta matéria na íntegra?