A chegada mais apertada

A edição de 1992 das 500 Milhas de Indianápolis ficou na história por ter apenas quatro carros terminando na mesma volta e, principalmente, por ver a chegada mais apertada de todas: 0s043 entre Al Unser Jr. e Scott Goodyear

Gabriel Curty, de São Paulo
A edição de 1992 das 500 Milhas de Indianápolis foi a que teve a chegada mais apertada da história da prova. Em uma corrida tumultuadíssima com apenas quatro carros terminando na mesma volta, Al Unser Jr e Scott Goodyear protagonizaram uma batalha épica.
 
Na definição do grid de largada, Roberto Guerrero levou a melhor, batendo Eddie Cheever e Mario Andretti. Unser Jr. partiu de uma mediana 12ª colocação, enquanto Goodyear foi simplesmente o último colocado na grelha de partida, tendo de pegar o carro do companheiro Mike Groff para correr a Indy 500 daquele ano e, assim, alinhando em 33º.
 
A corrida sequer havia começado e já tinha troca na liderança. Ainda na volta de apresentação, Guerrero perdeu o controle do carro, rodou e bateu no muro, danificando a suspensão. Aquele era o fim da linha para o colombiano na prova, o que transformou Cheever no primeiro colocado do grid. Philippe Gache, que sairia do 16º lugar, também rodou, só conseguindo encontrar o pelotão na terceira volta.
Al Unser Jr. esteve em uma batalha épica com Scott Goodyear
Getty Images
 
Logo no início a corrida já vinha dando mostras de que não teria um pelotão dianteiro compacto. Muito rápido desde o início, Michael Andretti vinha puxando o ritmo e, na volta 60, segurava uma diferença de 30s para Arie Luyendyk, Scott Brayton e Cheever, que eram os únicos na mesma volta do líder.
 
Enquanto Mario e Jeff Andretti se envolviam em acidentes graves, Michael seguia firme e forte na liderança e, até 12 voltas para o fim, dava toda a pinta de que marcharia para uma das vitórias mais fáceis de sua carreira. Porém, a imprevisibilidade é a grande marca da Indy e ela tornou a aparecer nas 500 Milhas.
 
Com 12 giros para o fim da prova, Michael segurava uma vantagem confortabilíssima de 28s para Goodyear, mas, não mais que de repente, o piloto que liderara 160 das 189 voltas estava encostando, com problemas na pressão do combustível.
Scott Goodyear saiu de último para brigar pela vitória na Indy 500
Getty Images
Com o abandono de Andretti, Unser Jr assumiu a liderança, se aproveitando do fato de ter acabado de superar Goodyear, então, pela segunda colocação. Daí para frente, Unser Jr e Goodyear travaram uma grande batalha pela vitória, brigando muito nas sete voltas que foram disputadas em bandeira verde após a saída de Andretti.
 
Os pilotos entraram na última volta praticamente colados, ainda com Unser na primeira posição. Já na última curva, Goodyear começou a ziguezaguear atrás de Unser, tentando cavar algum espaço e mergulhar na ponta. Com a porta fechada, restou ao canadense tentar um improvável mergulho. Quase funcionou.
A incrível chegada da Indy 500 em 1992
Reprodução
 
Por muito pouco, mais precisamente 0s043, Unser Jr. cruzou a linha final no primeiro lugar, venceu as 500 Milhas de Indianápolis e evitou um feito histórico de Goodyear, que saiu da última colocação para quase triunfar na prova mais importante do automobilismo norte-americano. Completando a festa da família Unser, Al Unser Sr. chegou 10s2 atrás dos ponteiros, garantindo um lugarzinho no pódio.
 
A marca das 500 Milhas de Indianápolis de 1992 quase caiu em 2014, em mais uma batalha épica, desta vez entre Ryan Hunter-Reay e Helio Castroneves. Na oportunidade, o americano bateu o brasileiro por apenas 0s060, a segunda chegada mais apertada da história da prova.
A chegada de 2014 com Hunter-Reay e Castroneves
Getty Images