Gianluca Petecof

“Pude ter uma evolução muito rápida. Concluí os testes de pré-temporada já brigando pela frente. Então, nessa preparação, o maior pulo é quando você vai do kart para os monopostos. E acho que esse pulo veio não só na hora certa, mas da maneira correta”

Fernando Silva, de Sumaré

Consagrado como um dos melhores kartistas da nova geração de talentos brasileiros, Gianluca Petecof vai trilhar um novo horizonte a partir deste fim de semana. O paulista, hoje com 15 anos, se prepara para a abertura da temporada 2018 da F4 na Alemanha. Membro da Academia Shell Racing, Petecof recebeu o convite para fazer parte da cobiçada e prestigiada Academia de Pilotos da Ferrari a partir do fim do ano passado, e com o apoio da fábrica de Maranello, vai correr não só a F4 Alemã (ADAC), mas também a versão italiana do certame pela equipe Prema.

Petecof, visto por Sebastian Vettel como o brasileiro que pode ocupar seu lugar no futuro na F1, trilhou uma carreira de muito respeito e títulos no kartismo. Aos dez anos, em Serra, no Espírito Santo, tornou-se o mais jovem campeão brasileiro na classe Júnior Menor em 2013. Daí em diante, as portas se escancararam ao menino Gianluca, que cruzou fronteiras, conquistou títulos nos Estados Unidos e, na Europa, se consagrou como um dos melhores nomes da modalidade.

Com o apoio da Academia Shell Racing, disputou o Mundial de Kart no Bahrein na classe OK Júnior em 2016 e terminou na quinta posição. O resultado lhe valeu o ingresso na famosa equipe de fábrica da Tony Kart, uma das mais prestigiadas marcas do kartismo no planeta. Petecof disputou o Campeonato Europeu e, no fim do ano, foi um dos destaques do Mundial de Kart na Inglaterra. Disputando pela categoria principal, a OK, Gianluca finalizou em sexto, sendo o jovem melhor colocado.

A performance do brasileiro em sua passagem pelo kartismo europeu chamou a atenção da Ferrari, que o ‘pescou’ para a Academia de Pilotos a partir desta temporada. A equipe italiana já traçou um verdadeiro plano de carreira para Petecof, que começa a partir deste ano com a disputa das F4 Italiana e Alemã com a Prema. Tudo para preparar seu caminho rumo à F1.

Quer ler esta matéria na íntegra?