Apostas ousadas e (nada) certeiras para reta final da Stock Car

A Stock Car está em sua parte decisiva: só faltam quatro etapas. Mas a pausa até que elas cheguem é longa, então vale brincar: o que vai acontecer nessa disputa pelo título de 2019?

Felipe Noronha, de São Paulo

As quatro etapas finais da Stock Car em 2019 chegam só a partir do dia 20 deste mês de outubro. Com mais de um mês de paralisação, prever qualquer situação para a reta decisiva da temporada se torna missão impossível.

Mas não proibida.

Por isso, a partir de agora farei 10 apostas - afinal, se trata de um 10+ do GRANDE PREMIUM - para as corridas em Cascavel, Velo Città, Goiânia e Interlagos. Após estas quatro etapas, sai o campeão. Durante, muita história. 

Será que acerto quais? Vamos ver. Abaixo, as 10 apostas talvez ousadas, provavelmente nada certeiras, que este repórter da categoria faz:

 

Pódio da corrida 1 no Velo Città, vencida por Thiago Camilo
Duda Bairros/Stock Car

7 vencedores diferentes em 7 corridas

Para começar, vou apostar alto: acho que o fã de Stock Car verá sete vencedores diferentes nas sete corridas que faltam - lembrando que são três rodadas duplas, em Cascavel, Velo Città e Goiânia, e uma prova única na final, em Interlagos.

A disputa é tamanha, que vou além: os seis primeiros colocados na tabela (Ricardo Maurício, Daniel Serra, Thiago Camilo, Rubens Barrichello, Júlio Campos e Felipe Fraga) vencem, e a outra fica com vencedor inédito - sim, os seis primeiros na tabela venceram todas as etapas até aqui.

Agora, quem será este inédito? Não entra na contagem de apostas, mas vou de Gabriel Casagrande, que tem feito pódios em sequência, se aproximando do triunfo (que seria seu primeiro na categoria, também).

 

Thaigo Camilo tem 5 poles no ano
Duda Bairros/Stock Car

Thiago Camilo termina o ano com 8 poles

Das oito pole-positions disputadas até aqui, cinco ficaram com Thiago Camilo. Faltam quatro na disputa, e eu aposto aqui que ele faz mais três. 

A aposta é baseada no seguinte: ao GRANDE PRÊMIO, ele comentou como a pista em Cascavel é favorável ao carro da Ipiranga; além disso, Velo Città e Goiânia são repetições no ano e, nas etapas anteriores em tais circuitos, ele dominou o treino de classificação. 

Por fim, em Interlagos, os carros da RC Eurofarma pareceram melhores nos treinos (a pole ficou com o convidado Lucas Di Grassi).

Tudo seguirá esse script? Não dá para saber. Mas há a chance, e a aposta fica. 

Rubens Barrichello é o atual 4° colocado
Duda Bairros/Stock Car

Rubens Barrichello e Ricardo Maurício vencem corridas 2

Essa é uma aposta ousada mas, ao mesmo tempo, segura. Explico: ao mesmo tempo em que das sete vitórias que ambos somam, seis foram em corridas 2 (a outra é a de Maurício na Corrida do Milhão), e que Barrichello tenha assumido que, no momento, vencer na prova de fundo é o que o carro da Full Time tem permitido, é difícil imaginar que eles não tentem, nesta reta final, desempenhar melhor na prova principal.

Apesar da corrida 2 valer quase os mesmos pontos que a 1 (30 x 24 aos vencedores), a decisão em Interlagos tem pontuação dobrada (60) e os dois estão na disputa pelo título. Vamos ver se é a ousadia ou a segurança que vence nessa. 

Daniel Serra ficou no top-10 em 12 corridas neste ano
Duda Bairros/Stock Car

Daniel Serra termina todas as corridas finais no top-10

Até aqui foram disputadas 14 corridas nas oito etapas de 2019. Daniel Serra e Ricardo Maurício são os que mis terminaram no top-10: 12 vezes cada.

Atual bicampeão, Serra só venceu uma prova até aqui, a de abertura, no Velopark, e só não esteve entre os 10 primeiros nas provas 2 do Velo Città (15°) e Londrina (abandonou). Mesmo com poucos triunfos, é vice-líder - e só deixou o topo na etapa recente. 

Ou seja: ser constante é com o piloto do #29 da RC Eurofarma. Acho que ele se mantém ali até o fim (além de vencer uma, vide a primeira aposta da lista). Será suficiente para o título? Isso não me arrisco a dizer...

Felipe Fraga vem de vitória no Velopark
Duda Bairros/Stock Car

Seis pilotos chegam à última etapa com chance de título

Penso, de verdade, que nenhum dos seis primeiros colocados na classificação nesta pausa deixem a briga pelo título até a corrida final, em Interlagos. 

Tem sido assim desde o começo do ano e, quando um parecia ficar para trás, ou alguém de fora parecia invadir tal espaço, uma corrida já reagrupava este top-6.

Assim, acho que Ricardo Maurício, Daniel Serra, Thiago Camilo, Rubens Barrichello, Júlio Campos e Felipe Fraga chegam com menos de 60 pontos de distância entre eles - garantidno uma prova final com seis postulantes à taça.

Marcos Gomes briga por top-10 na classificação com a KTF
Duda Bairros/Stock Car

Marcos Gomes será a "zebra" no pódio

É curioso chamar Marcos Gomes, campeão da categoria, de "zebra", mas nesta temporada uma ida ao pódio do piloto pode ser chamada assim - e essa é a aposta. 

Em seu primeiro ano com a estreante KTF, Gomes acumula bons resultados, como o quarto lugar em Goiânia. Ele só deixou o top-10 na última etapa, no Velopark, após problemas no carro. Antes disso, mesmo sem top-3, estava na parte de cima da classificação.

Para as etapas finais, minha aposta é de que Gomes festeje com champanhe ao menos em uma corrida 2, palco tradicional de idas ao pódio de equipes que não brigam pelo título.

Galvão Bueno gosta da Stock Car. De verdade
Duda Bairros/Stock Car

Galvão Bueno narra a final

Ele não esconde: curte a Stock Car de verdade, acompanha e entende da categoria. 

Por isso, depois de uma bem sucedida narração da Corrida do Milhão, aposto: Galvão Bueno volta na decisão em Interlagos. Ele não vai resistir à tamanha disputa pelo título.

Stock Car terá mudanças no grid para 2020?
Duda Bairros/Stock Car

Cinco mudanças no grid

Essa aqui é uma aposta para o futuro: apesar de não existir uma "silly season" como a Fórmula 1, é complicado acompanhar as mudanças de grid na Stock Car - elas vêm de surpresa.

Mesmo assim, analisando desempenho, acertos com outras categorias e situações do gênero, fica a aposta para 2020: se a Toyota chega (e provavelmente mais uma marca), cinco pilotos atuais não continuam no próximo ano.

Quais? Aí fica o segredo. Mas o número creio ter uma boa chance de ser preciso.

A bandeirada do título entre equipes deve ser para essa cor de carro da foto...
Duda Bairros/Stock Car

A classificação final entre as equipes será...

1° RC Eurofarma
2° Cimed 
3° Full Time
4° RCM
5° Ipiranga
6° Prati Donaduzzi
7° Crown
8° Shell Racing
9° KTF
10° Shell Helix Ultra
11° Blau
12° Cavaleiro
13° Vogel  
14° Hot Car
15° Carlos Alves

A classificação por equipes está disponível no site da Stock Car.

Quem leva o título? Difícil...
Duda Bairros/Stock Car

E o campeão será...

Bom, se é para apostar, não adianta fugir: preciso escolher um campeão. Mas sempre é possível dar uma escapada... Por isso, para não me comprometer, em vez de apontar quem leva a taça, apostarei no motivo que fará tal piloto ser campeão, caso isso se concretize.

Ricardo Maurício: estratégia. Ele chegou à liderança não só em uma crescente, mas também por ter sido quem melhor acertou a questão de balancear pontos das cuas corridas até o momento.

Daniel Serra: ser constante. Como dito acima, se tem alguém bom em terminar no top-10, mesmo quando o carro tem problemas (o #29 tem falado sobre falta de velocidade em retas de seu carro), é Serra. Por isso, se ele for campeão, é porque solucionou essa falta de potência com puro talento. 

Thiago Camilo: pole e vitória. Como assim? Fácil: quando é pole, ele costuma vencer. Se fizer isso nas etapas duplas, pode perder pontos nas corridas 2, um problema que vem tendo na temporada, mas pode chegar à final com a pontuação dobrada sendo suficiente para alcançar o topo.

Rubens Barrichello: solucionar o problema em classificação. Barrichello já falou ao GP que só vence em corrida 2 pois, nos treinos de classificação, seu carro não apresenta velocidade o suficiente. Se ele for campeão, é porque passou a ir bem nos sábados, se posicionando bem nos domingos.

Júlio Campos: vira-vira nas classificações. Para Campos vencer, precisa aproveitar a  força das equipes Mattheis nos sábados e virar o jogo para cima de Camilo. Se voltar a fazer pole, é meio caminho para melhorar a pontuação.

Felipe Fraga: repetição. Mas de quê?, você pode perguntar. Da etapa recente no Velopark. Após sequência de corridas ruins da Cimed, Fraga mudou o jogo com a segunda colocação no sábado de classificação, vitória na vorrida 1 e ótima pontuação somada. É repetir isso daqui até o fim e o título pode acontecer. Mas só assim.