Siga-nos

Análise

Com Verstappen impecável, 2021 virou o maior desafio da carreira de Hamilton

Além da diferença de pontos, Max Verstappen se coloca como o maior adversário na carreira do heptacampeão

Faltam quatro etapas para acabar a temporada 2021 da Fórmula 1. E, ap´ós o GP da Cidade do México, realizado neste domingo (7), Max Verstappen tem tudo para conquistar o seu primeiro título mundial. Não que seja impossível, mas o caminho para o campeonato de Lewis Hamilton, a esta altura, se tornou o maior desafio na carreira do heptacampeão.

Não se trata de dizer que um é melhor que o outro. Ou que Hamilton nunca tenha tido adversários a altura em todo o resto da carreira. O inglês teve, sim, grandes disputas contra Sebastian Vettel, Fernando Alonso, Felipe Massa, Nico Rosberg, Kimi Räikkönen…

Mas, mesmo nos momentos mais complicados, ele nunca se viu tão impotente contra o adversário com quem disputava o título.

Hamilton era o exemplo da expressão de desanimo ao final do GP (crédito: Twitter / @F1)
Hamilton era o exemplo da expressão de desanimo ao final do GP (crédito: Twitter / @F1)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Há alguns elementos que ajudam nisso. A Mercedes, após dominar a Era Híbrida, finalmente encontrou um carro a altura em outro time – mais do que a Ferrari chegou a conseguir em seus melhores momentos recentes. Ainda que os anglo-alemães alternem momentos de superioridade contra a Red Bull, o time austríaco é muito melhor quando chega a uma pista em que domina do que a Mercedes quando tem uma situação favorável.

Tem também o fator Max Verstappen. O jovem holandês está em sua melhor forma em toda a carreira. Finalmente conseguiu equilibrar velocidade, habilidade, confiança e maturidade. Com carros iguais já seria difícil superar o piloto.

A Mercedes perdeu a corrida na largada, enquanto Verstappen começou a conquistar a vitória também na largada (crédito: Twitter / @F1)
A Mercedes perdeu a corrida na largada, enquanto Verstappen começou a conquistar a vitória também na largada (crédito: Twitter / @F1)

Há chance matemática? Claro que há. Há a capacidade da Mercedes dar a volta na Red Bull? Absolutamente. Mas está muito difícil tirar Verstappen da situação extremamente favorável.

Agora, não se engane: por mais que, no final de 2021, haja um vencedor e um perdedor, ambos serão vencedores. Um grande piloto é medido pelos adversários que enfrenta. Não que precise de algo além de sete títulos mundiais para isso, mas Hamilton cresce com o adversário.

Para Max, então, se impor de forma tão consistente contra um heptacampeão já lhe garante um lugar especial na história da Fórmula 1.

Com sorte, será uma passagem de bastão, como tantas vezes vimos na categoria máxima do automobilismo. De Niki Lauda para Alain Prost, de Prost para Ayrton Senna, de Senna para Michael Schumacher, de Schumacher para Fernando Alonso, de Fernando Alonso para Lewis Hamilton…

No fim, o GP disputado no Autódromo Hermanos Rodriguez – ainda que morno na pista – acrescentou um pouco de gosto de pimenta nessa transição.

Curioso dizer isso depois do sábado ter dado uma pontinha de esperança para a Mercedes. Essa é a beleza do esporte, não é mesmo?

Leia também:

+ Día de Vivos na classificação do GP da Cidade do México
Sainz x Leclerc
Pistas que sediaram mais de um GP na F1
Os embates entre Hamilton e Verstappen em 2021

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect