Siga-nos

Análise

Hamilton 💔 corridas sprint

Lewis Hamilton coleciona insucessos em 100% das corridas de classificação na história (todas as duas)

As corridas de classificação – ou sprint, como quiser chamar – estão sendo testadas na Fórmula 1 em 2021 como uma forma de encontrar uma dinâmica diferente na categoria. Quem sabe, também como uma forma de mudar um pouco o equilíbrio de forças dos GPs. Na prática, até agora serviram principalmente para acabar com a paz de um piloto: Lewis Hamilton.

Na prova sprint para o GP da Itália neste sábado, 11, parecia um dia para a Mercedes se dar bem. Os carros pretos são os mais rápidos do fim de semana e as 18 voltas a mais serviriam para o time garantir mais alguns pontos, ainda que poucos. Tudo isso na teoria.

Quer dizer, Valtteri Bottas, correndo com o aviso de demissão no bolso, fez mais do que o esperado: com o melhor tempo na classificação de sexta, largou bem na classificação e ficou com a vitória, digo, com a pole position.

Só que a função do finlandês era ser o escudeiro de Hamilton, que largou pessimamente e se viu atrás da Red Bull de Max Verstappen, das duas McLarens e até (por poucos instantes) da Toro Rosso de Pierre Gasly. A prova curta, os carros e a pista, depois, inviabilizaram uma recuperação.

Hamilton ficando para trás logo após a largada da corrida de classificação (Crédito: Twitter/@F1)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Resultado? O hepcatampeão não só perdeu três (ou dois) pontos garantidos, como irá largar apenas em quarto no domingo.

Tem mais: como Bottas terá que ser penalizado por mudanças em seu carro, Max Verstappen largará na posição de honra e terá caminho aberto para ganhar um GP que, na teoria, era dos adversários.

Neste momento, Hamilton teve estar no motorhome xingando mentalmente Ross Brawn o Liberty Media pela ideia da corrida sprint. Na primeira vez que o modelo foi utilizado, no GP da Inglaterra, o piloto viu o melhor tempo da classificação virar um segundo lugar na corrida de sábado.

O sábado foi de Bottas, que deverá largar no fim do grid no domingo (Crédito: Twitter / @MercedesAMGF1)

Lewis, que tem grandes números e um ótimo aproveitamento na Fórmula 1, viu um formato no qual tem 100% de insucessos – ainda que usado apenas duas vezes. Resta, claro, a autocrítica: será culpa da sprint ou do piloto, que ainda não entendeu como proceder nessas horas ou simplesmente tem errado quando não deve?

Vamos ver, agora, como será o desmembramento desses acontecimentos amanhã, 12, no GP da Itália real oficial.

Já a corrida de classificação retorna em 13 de novembro, no fim de semana do GP de São Paulo. Hamilton espera ter melhor sorte no Brasil.

Leia mais:

+ Quem fica com a segunda vaga na Alfa Romeo em 2022?
+ GP da Holanda só engana e F1 ainda deve uma corrida

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect