Siga-nos

Análise

O limite se apresentou a Norris no GP da Rússia. E foi só

O jovem da McLaren liderou a maior parte da prova em Sóchi, mas decidiu permanecer de pneus para pista seca e foi surpreendido pela chuva forte nas voltas finais. Ainda em lágrimas, assumiu o erro depois da corrida

Lando Norris, Lewis Hamilton, Mercedes, McLaren,
(Foto: Reprodução/Twitter/@F1)

Os inevitáveis julgamentos a Lando Norris, claro, já começaram. O piloto da McLaren mostrou o próprio ímpeto jovem neste domingo (26), no GP da Rússia, e desobedeceu a indicação da equipe para parar nos boxes quando era líder. Foi aí que o limite se apresentou ao ótimo piloto, o que lhe custou a primeira vitória da carreira. E foi só. Lição aprendida. Lewis Hamilton (Mercedes) e Max Verstappen (Red Bull), que não tinham nada a ver com o assunto, ficaram com as duas primeiras colocações na prova disputada sob chuva na parte final em Sóchi.

Se a história da primeira vitória de um piloto de 21 anos teria sido mais bonita, pode até ser, mas a briga entre os dois postulantes ao título da Fórmula 1 ficou ainda melhor. Hamilton virou de novo o jogo no Mundial de Pilotos e agora tem 246,5, dois a mais que Verstappen. E por falar em história sendo escrita, essa foi a centésima vitória de Lewis na carreira.

Bastante ligado nas redes sociais, Norris certamente já está vendo os piores comentários sobre a sua decisão, comentários esses que não serão reproduzidos aqui. O piloto já pagou caro demais por ficar na pista quando os primeiros pingos começaram a cair e terminou na sétima colocação na geralmente chocha prova que acontece ao redor das construções para os Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014. O dano, inclusive, poderia ter sido maior, já que antes de colocar pneus intermediários, ele ainda rodou e por pouco não atingiu o muro. Hamilton, precavido, passou com facilidade.

Perseguido só pelo #44, de longe o maior vencedor da F1, Norris tinha dentro do cockpit o medo de perder a posição de qualquer maneira em uma tática conservadora. Acontece que o jovem britânico, um dos naturais sucessores do heptacampeão na idolatria do público, foi surpreendido. A chuva apertou a três voltas do fim e aí já era tarde. Nem os pneus intermediários dariam mais conta de recuperar tantas posições perdidas em tão pouco tempo. Ainda em lágrimas, assumiu sozinho o erro ao final da prova.

Lewis Hamilton, Mercedes 2021,
Hamilton venceu a corrida e novamente assumiu a liderança do campeonato contra Verstappen (Foto: Reprodução/Twitter/MercedesAMGF1)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Errou, sabe que errou e vai remoer esse erro. Sem mais que isso. A carreira do piloto não está acabada. Tampouco o seu fantástico fim de semana deverá ser apagado. Ainda na classificação, com condições de chove e não molha no Q3, o #4 soube ler a oportunidade de utilizar os pneus macios, fez uma volta magistral sob condições tão terríveis quanto encontrou na pista. Talvez o sucesso de ontem tenha feito a cabeça dele hoje. Não é por que deu certo uma vez que daria de novo.

Claro que, em tempos de rádios amplamente divulgados na transmissão da corrida, ouvir o piloto pedir para o engenheiro de equipe calar a boca não é propriamente um exemplo de boa educação. A primeira recusa a ir aos boxes talvez estivesse correta, mas a meteorologia já poderia indicar que mais chuva cairia antes da bandeirada final. Depois da corrida, é mais fácil analisar que o piloto ainda assim teria vantagem para os demais se tivesse escolhido o pneu verde antes.

A decisão também não acaba com a chance de vitória da McLaren ainda este ano. Vale lembrar que time de Woking vinha de vitória com Daniel Ricciardo no GP da Itália, o quarto na Rússia com uma atuação irretocável como é de praxe, e tem mais chances ainda nas sete corridas que faltam para o campeonato terminar. 

O problema é que, na briga pelo título, Hamilton talvez conquiste a 101ª vitória antes mesmo de Norris conquistar a sua primeira ou Ricciardo repetir o feito com a McLaren. O próximo compromisso acontece daqui a dois finais de semana, em 10 de outubro, no GP da Turquia.

Leia mais:

Palou vs. O’Ward: o confronto final da Indy 2021

Bwoah: as melhores frases de Kimi Räikkönen

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect