Siga-nos

Análise

Red Bull sobra correndo em casa

Na classificação para o GP da Estíria, a Red Bull mostra a sua grande força em 2021; para a Mercedes, resta torcer pela chuva ou acertar na estratégia no domingo

Sem qualquer dúvida, Max Verstappen vive a melhor fase na carreira – e a Red Bull passa pelo seu melhor momento desde o tetracampeonato entre 2010 e 2013. Neste sábado, 26, o time taurino sobrou ainda mais correndo em casa, na classificação para o GP da Estíria – realizado no Red Bull Ring, na Áustria.

Até porque, com as pequenas (porém importantes) mudanças no regulamento técnico da Fórmula 1 em 2021, há uma proximidade de forças nunca antes vista na Era Híbrida da categoria. A grande exceção, mais do que a Mercedes, vem sendo o carro #33 azul, vermelho e amarelo.

Não à toa, Verstappen botou 0,194s no segundo colocado, Valtteri Bottas, da Mercedes. É uma diferença substancial em uma pista curta, com cerca de 4,3km. Mais do que isso: a distância entre o primeiro e o segundo é a quase a mesma do segundo para o sexto.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Dá para dizer, também, que esse domínio aconteceu porque Lewis Hamilton está sentindo o golpe. O heptacampeão ficou atrás de Bottas, em terceiro, 0,226 mais lento que o holandês – tudo por um erro em sua última volta rápida. Mais do que o resultado, a expressão de derrota de Lewis após a sessão foi marcante.

Claro que estamos falando de um circuito que favorece os taurinos. Seja pelo desenho da pista, seja por correr em casa. Ainda assim, a Mercedes também não se deu tão bem onde era esperado. Daí temos a sobra de Verstappen.

Nisso, Sergio Pérez mais uma vez destoa na classificação. O mexicano já se encontrou com o RB16B em ritmo de corrida, inclusive tendo vencido um GP, mas ainda não conseguiu tirar o máximo de seu bólido em uma volta rápida. Na Estíria, acabou em sexto – atrás de um ótimo Lando Norris, de McLaren.

Correndo em casa, a Red Bull faz seus pilotos pagarem alguns micos (Foto: reprodução / Twitter / @RedBullRacing)

Para a sorte de Pérez e Hamilton, Bottas fez uma lambança nos treinos livres, rodando nos boxes – e tomará uma punição de três lugares no grid de largada no domingo. Isso coloca ambos uma posição à frente.

Porém, isso não é tão bom para a Mercedes: a equipe alemã precisa contar com cada ponto neste ano, e perderá terreno justamente para o segundo carro da maior adversária no Mundial de Construtores. O finlandês, mais uma vez, deixou o time na mão por um erro infantil.

Para domingo, duas palavrinhas serão importantes: estratégia e chuva. No desempenho, a Mercedes não tem como superar a Red Bull. Para Hamilton vencer, a grande possibilidade está no pulo do gato da estratégia de pit stops, com os famosos undercut e overcut.

Isso ou torcer para a chuva. A previsão austríaca afirma que há grande chance de chuva para a corrida no domingo. Não que a meteorologia tenha acertado em algum momento neste fim de semana em Spielberg, mas vai que, não é mesmo?

Só assim para fazer a Red Bull não se sentir ainda mais em casa – até porque a Mercedes também tem um pezinho na Áustria, país de Toto Wolff e de maioria da etnia alemã.

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect