Siga-nos

Box

Como foi o GP do Canadá por quem fez a corrida

Uma corrida surpreendentemente chata – ainda assim, é possível trazer alguns detalhes interessantes por meio das postagens feitas por pilotos, equipes e a própria F1 durante a prova

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O GP do Canadá costuma ser surpreendente. Construído em uma ilha erguida pelo homem, chamada Notre Dame, o Circuito Gilles Villeneuve tem um traçado desafiador e apertado. Porém, desta vez, a surpresa canadense foi justamente uma corrida chata, com pouca movimentação e sem nenhuma disputa lá na frente. Vitória fácil para Sebastian Vettel, da Ferrari.

Na realidade, foram apenas dois grandes acontecimentos em todo o GP: a batida entre Brandon Hartley e Lance Stroll logo na primeira volta, além da bandeirada antecipada dada pela modelo Winnie Harlow. Por causa do erro, a prova teve apenas 68 voltas e não as 70 programadas.

Ainda assim, é interessante ver o relato da corrida por meio dos posts feitos por pilotos, equipes e a própria F1 durante o GP do Canadá. São revelados pequenos detalhes, coisas que podem nos trazer mais informações sobre a prova – ou ainda registrar momentos marcantes, como Jacques Villeneuve pilotando a Ferrari do pai no circuito que hoje leva o nome dele. Gilles foi o primeiro vencedor da corrida, em 1978.

Pré-GP

Os preparativos para a corrida!

 

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect