Indy Leist

Campeão da F3 Inglesa em 2016, Matheus Leist é o único brasileiro no grid da Indy Lights. A categoria que mais projeta pilotos para a Indy, em 2017, vai contar com 15 carros distribuídos por cinco equipes

Gabriel Curty, de São Paulo

A temporada 2017 da Indy Lights vai começar neste final de semana nas ruas de São Petersburgo. Por mais que a categoria já não seja mais uma garantia de vaga na Indy para seus destaques, as últimas duas temporadas devem ter servido de alento para os garotos que tentam a vida no estágio final do Road to Indy.

Campeão da Lights em 2015, Spencer Pigot passou boa impressão em suas corridas pela RLL e garantiu o posto de piloto titular da Carpenter em circuitos mistos e de rua no ano passado, renovando para 2017. Além dele, RC Enerson conseguiu dar o ar da graça tendo grande desempenho com a Dale Coyne.

Porém, ao final de 2016, uma notícia ainda mais animadora para os pilotos da Lights: Ed Jones, campeão da categoria, conseguiu de cara assumir a titularidade na Dale Coyne para 2017. Está certo que o britânico tem bom aporte financeiro e que vai para a pior equipe do grid, mas não deixa de ser uma vitória e um fio de esperança para os ex-colegas.

Quer ler esta matéria na íntegra?