A corrida de casa

‘Hoosier’ é toda pessoa que nasce ou residente no estado de Indiana, que abriga o Indianapolis Motor Speedway. E, ao longo de 99 edições da Indy 500, muitos residentes marcaram presença na prova caseira e ajudaram a escrever a história da famosa corrida

Evelyn Guimarães, de Curitiba

A origem ainda é tema de debate, mas o termo ‘hoosier’ é há muito tempo para definir aquele que nasce ou reside no estado de Indiana — onde se localiza o Indianapolis Motor Speedway.  E entende-se que o uso da denominação data do ano 1840 e que foi ganhando popularidade ao longo das décadas seguinte. Hoje em dia é uma definição mais do que conhecida. E muitos hoosiers também se tornaram famosos pela presença na Indy 500. E, inclusive, na edição 100 neste ano, o estado terá seu representante, Ed Carpenter. Mas essa história vai muito além do piloto que defende a própria equipe na categoria norte-americana. 

Por isso, decidimos lembrar os mais importantes ‘hoosiers’ que já andaram pelo superoval ao longo das 99 edições que já foram disputadas até agora. E um dos nomes mais famosos é o de Johnny Aitken. Nascido em Indianápolis, Aitken provavelmente venceu mais corridas no Brickyard do que qualquer outro piloto nos primeiros anos de competições em Indy. Apesar do sucesso, Johnny nunca ganhou uma prova das 500 Milhas, mas chegou a largar na pole em 1916.

Charlie Merz também colocou seu nome em uma posição de destaque, também nos primeiros anos do IMS. O nativo de Indianápolis conseguiu dois top-5 em quatro largadas da icônica prova e, mais tarde, ainda se tornou o chefe dos comissários entre os anos de 1935 e 1939. 

Quer ler esta matéria na íntegra?