Siga-nos

Lado a Lado

Hamilton 2019 x Schumacher 2002

Com oito corridas disputadas, Lewis Hamilton caminha para igualar o feito de Michael Schumacher em 2002. O alemão subiu ao pódio em todas as corridas do ano

Se existe alguém a ser elogiado na temporada 2019 da Fórmula 1, este alguém atende pelo nome de Lewis Hamilton. O pentacampeão mundial teve um início avassalador de campeonato até aqui, com seis vitórias em oito corridas, disparando na classificação e já encaminhando o sexto título, que lhe coloca apenas atrás de Michael Schumacher na lista dos maiores campeões da história.

No Lado a Lado desta semana, o GRANDE PREMIUM compara o início de Hamilton em 2019 com o de Schumacher em 2002. Naquela temporada, o alemão teve uma temporada praticamente perfeita, subindo ao pódio em todas as corridas do ano.

Hamilton 2019: seis vitórias em oito corridas (Lewis Hamilton )

Schumacher após 8 corridas em 2002

70 pontos na classificação (185 utilizando o sistema atual)
6 vitórias
3 poles
2 voltas mais rápidas
43 pontos de vantagem para o segundo colocado (94 utilizando o sistema atual)

Hamilton após 8 corridas em 2019
187 pontos
6 vitórias
3 poles
1 volta mais rápida
36 pontos de vantagem para o segundo colocado

Schumacher contou com problemas dos adversários para disparar (Michael Schumacher)

O início de Schumacher na trajetória rumo ao pentacampeonato foi avassaladora, mas o alemão contou com o fator azar dos adversários. Logo na abertura da temporada, o piloto venceu tranquilamente na Austrália, se aproveitando do acidente que eliminou diversos carros logo na primeira volta, incluindo Rubens Barrichello e Ralf Schumacher.

O primeiro revés da temporada veio na Malásia. Se envolveu em toque com Juan Pablo Montoya na primeira volta e precisou fazer uma corrida de recuperação, chegando em terceiro. No Brasil, superou o mesmo Montoya na primeira volta e partiu para vitória tranquila, assim como em San Marino e na Espanha.

Na Áustria, veio a mancha da carreira, já que Barrichello o deixou passar na reta de chegada, em um dos momentos mais controversos da história da Fórmula 1. O segundo revés da temporada veio em Mônaco, quando David Coulthard dominou, mas logo mostrou força novamente, com a vitória no Canadá.

Naquele estágio da temporada, os mais próximos eram Montoya e Ralf, com 27 pontos cada. Barrichello vivia tempos difíceis, abandonando as três primeiras corridas do ano e sequer largando em Barcelona. O cenário era bem mais claro para o alemão.

 

Hamilton começou 2019 surpreendido por Valtteri Bottas, que venceu de forma acachapante na Austrália. O inglês não era favorito no Bahrein, mas se beneficiou do erro de Sebastian Vettel e do traumático problema de Charles Leclerc para vencer.

Dominou na China, foi superado por Bottas no Azerbaijão, mas emendou uma sequência de quatro vitórias, com domínios na Espanha e na França, interrompidos por uma prova problemática em Mônaco e o polêmico triunfo no Canadá, quando Sebastian Vettel sofreu uma punição, que deu a vitória em suas mãos.

Em uma temporada com menos acidentes e menos problemas de confiabilidade, Hamilton já apresenta uma vantagem bem confortável. Valtteri Bottas, o principal oponente, faz um ano bem melhor que Montoya, Ralf e Barrichello, ficando fora do pódio apenas uma vez até aqui. Um título parece completamente improvável, mas as chances de zebra são bem maiores do que em 2002.

 

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect