Siga-nos

Lado a Lado

Penske x Ganassi

Na semana que antecede o início da temporada 2019 da Indy, o GRANDE PREMIUM apresenta os números da história de sucesso das duas maiores forças do grid da categoria

 

A temporada 2019 da Indy começa em apenas 10 dias e, por isso, o GRANDE PREMIUM esquenta os motores colocando lado a lado os números das duas maiores equipes do grid. Com a Andretti como terceira força histórica, Penske e Ganassi praticamente se revezam no topo da Indy, tendo vencido nada menos que dez das 11 temporadas que foram disputadas desde a fusão entre IRL e CART, em 2008.

A Penske é mais tradicional, pode-se dizer. Tem nada menos que 50 anos de Indy, acumula 15 títulos, passou das 130 vitórias e é uma especialista em Indy 500: são 17 triunfos. Em seu plantel, contou com figuras lendárias como Rick Mears, Tom Sneva, Al Unser, Al Unser Jr, Juan Pablo Montoya e, claro, os brasileiros Gil de Ferran, Emerson Fittipaldi e Helio Castroneves.

A Ganassi, por sua vez, está prestes a completar 30 anos de categoria. E impressiona muito pelo cartel que já conquistou. São 12 títulos, já superou a barreira das 100 vitórias, venceu quatro Indy 500 e contou com figuras como Jimmy Vasser, Alex Zanardi, Montoya, Dario Franchitti e Tony Kanaan.

O GP* separou alguns itens e comparou o retrospecto histórico e recente de Penske e de Ganassi.

(JOSEF NEWGARDEN; INDY 2018; GP DE TORONTO; INDYCAR )

Penske

 

Estreia na Indy: 1968

Títulos: 15

Vitórias: 134

Vitórias na Indy 500: 17

Títulos desde 1990: 7

Vitórias desde 1990: 75

Títulos desde a fusão CART/IRL: 3

Vitórias desde a fusão: 70

Maior campeão: Rick Mears (3)

Maior vencedor da Indy 500: Rick Mears (4)

Posições finais em 2018: 3º, 5º e 6º no campeonato

Vitórias em 2018: 6

Pódios em 2018: 13

Poles em 2018: 8
(Rick Mears (Foto: IndyCar))

Ganassi

 

Estreia na Indy: 1990

Títulos: 12

Vitórias: 107

Vitórias na Indy 500: 4

Títulos desde a fusão CART/IRL: 7

Vitórias desde a fusão: 51

Maior campeão: Scott Dixon (5)

Maior vencedor da Indy 500: Dario Franchitti (2)

Posições finais em 2018: Campeão e 13º

Vitórias em 2018: 3

Pódios em 2018: 11

Poles em 2018: 1
(Dario Franchitti (Foto: IndyCar))

 

Analisando os números, é possível reparar que a Penske demorou um pouco mais até se firmar como uma potência da Indy, mas que tem suas vitórias e títulos bem distribuídos nas mais diferentes eras da categoria. A Ganassi, por sua vez, já chegou com tudo, mas tem na fusão o seu grande ponto de crescimento.

 

É justamente a partir da fusão que se observa o período mais claro em que a Ganassi, de fato, desafiou o posto de número 1 da Penske. E, na maioria das vezes, conseguiu. Em 11 temporadas de IRL e CART fundidas, o time de Chip Ganassi levou o caneco sete vezes contra três da equipe de Roger Penske.

 

Desde que a Ganassi deixou a Chevrolet e foi para a Honda, saindo do lado da Penske, a briga entre as montadoras ganhou até um novo ar, uma rivalidade maior. É verdade que tivemos anos com ambas com quatro carros no grid, mas o número atual de carros não representa, de forma alguma, uma diminuição do tamanho das rivais.

 

Hoje, a Penske entra em 2019 com três carros e um trio de pilotos de muito respeito: os campeões Will Power, Simon Pagenaud e Josef Newgarden. A Ganassi, por sua vez, tem só dois, mas um novato que promete muito – Felix Rosenqvist – e o grande piloto da Indy em atividade, Scott Dixon, um dos maiores da história. Mesmo com a Andretti prometendo mais um bom ano e o pelotão intermediário podendo crescer, Penske e Ganassi são – e provavelmente sempre serão – as grandes favoritas ao caneco.

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect