Siga-nos

Lado a Lado

Invenção de moda

A Fórmula 1 volta a mexer no formato de classificação com a introdução de uma corrida. No Lado a Lado, relembramos o último experimento feito

GP da Áustria 2021,
Corrida de classificação será introduzida em Mônaco (Foto: Reprodução/Twitter/@F1)

A Fórmula 1 introduzirá uma novidade no GP da Inglaterra, em Silverstone. O tradicional formato de classificação, dividido em três segmentos, será abandonado para a realização de uma corrida de 100 km para definir o pole-position. A ideia, frequentemente sugerida nos últimos anos, finalmente entra em ação.

No Lado a Lado desta semana, o GRANDE PREMIUM relembra a última vez que a categoria tentou adotar um esquema novo para movimentar o sábado, buscando a classificação por eliminação, que se provou um completo fracasso.

Classificação por eliminação – 2016

Às vésperas do início da temporada 2016, a FIA aprovou o projeto de classificação por eliminação, que tinha as seguintes regras:

– O Q1 era disputado em 16 minutos, com todos os carros na pista. O piloto mais lento seria eliminado após sete minutos, retornando ao pit-lane. Outros pilotos seriam eliminados com 8min30, 10min, 11min30s e 14min30s até sobrarem 16 carros. No fim do tempo permitido, os pilotos deveriam completar mais uma volta rápida, e o mais lento seria eliminado, deixando 15 para o Q2.

– O Q2 era disputado em 15 minutos. O piloto mais lento seria eliminado aos 6 minutos de sessão, e novas eliminações aconteceriam aos 7min30s, 9min, 10min30s, 12min e 13min30s, deixando 9 carros. O mesmo processo da volta rápida aconteceria para todos os pilotos restantes, eliminando o mais lento.

– 8 pilotos entram para o Q3, que teria 14 minutos de duração. O mais lento seria eliminado depois de 5 minutos, com o procedimento se repetindo em 6min30s, 8min, 9min30s, 11min e 12min30s até sobrarem dois carros, que poderiam completar mais uma volta rápida para definir a pole-position.

O formato não durou duas corridas. As críticas foram muito fortes, tanto por parte da imprensa, quanto pelos pilotos. Afinal, com tamanho domínio da Mercedes, a previsibilidade da pole-position era forte. A ideia acabou abandonada após o GP do Bahrein.

Formato de classificação será alterado em Silverstone (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Corrida de classificação – 2021

Em 2021, a Fórmula 1 anunciou a introdução da corrida de classificação. O teste inicial acontecerá no GP da Inglaterra, no próximo dia 17. 

O formato determina que a sexta-feira terá uma sessão de classificação após o primeiro treino livre, que determinará o grid de largada para a corrida de sprint no sábado. O resultado desta corrida determina o grid do GP no domingo. Também foi determinado que os três primeiros colocados do sábado vão receber pontos. O vencedor recebe 3, o segundo colocado ganha 2 e o terceiro fecha com 1 ponto. A corrida de classificação terá 100 km de distância, cerca de um terço do que é percorrido em uma prova normal.

Os pneus serão impactados pela decisão. No novo formato, os times terão dois jogos de pneus disponibilizados, enquanto a classificação da sexta terá até 5. Já no sábado, no treino livre 2, um composto será escolhido pelas equipes, e a corrida de sprint acontece com até duas opções. No domingo, o GP acontece com o restante dos pneus disponíveis.

As regras do parque fechado serão adotadas a partir da classificação da sexta-feira, impedindo a troca dos principais componentes do carro. O objetivo é de evitar carros construídos especialmente para a classificação, limitar o número de horas necessárias para preparar o carro para o dia seguinte e permitir a reconfiguração dos carros para tornar o treino livre do sábado em uma sessão útil.

MERCEDES PERDE DE LAVADA E SE APROXIMA DO NOCAUTE, APONTA GABRIEL CURTY

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect