Siga-nos

Lado a Lado

Quem fica com a segunda vaga na Alfa Romeo em 2022?

Depois da efervescente semana de anúncios na Fórmula 1, só resta mesmo, na prática, uma vaga real ainda em dúvida: quem vai ser o companheiro de Valtteri Bottas na Alfa Romeo? Confira os perfis dos principais candidatos: Nyck de Vires e Guanyu Zhou

ALFA ROMEO; ALFA ROMEO F1;
Quem vai ficar com a segunda vaga na Alfa Romeo para 2022? (Foto: Alfa Romeo)

A efervescente e bombástica semana nos bastidores da Fórmula 1 às vésperas do GP da Itália trouxe alguns anúncios até já esperados de mudanças no grid para 2022. Começou com a confirmação do acordo da Alfa Romeo com Valtteri Bottas, que abriu caminho para que George Russell enfim fosse anunciado pela Mercedes. Duas horas antes, a AlphaTauri, discretamente, confirmou a permanência de Pierre Gasly e Yuki Tsunoda por mais um ano. E na última quarta-feira, a Williams veio a público para anunciar que Nicholas Latifi fica por mais uma temporada e, surpresa, terá ao seu lado o anglo-tailandês Alex Albon.

Desta forma, três equipes ainda não fecharam, ao menos oficialmente, suas respectivas duplas. A Aston Martin está pendente da confirmação de Sebastian Vettel para a próxima temporada, mas nada dá a entender que o tetracampeão ficará fora do grid em 2022. Assim como Lance Stroll, o filho do dono da equipe de Silverstone, Lawrence Stroll.

A Haas, lanterna do grid da Fórmula 1 atual, tende também a manter ao menos um dos seus pilotos. Nikita Mazepin, filho do homem que na prática paga a conta e coloca as cores da sua bandeira na equipe norte-americana, Dmitry Mazepin, é nome certo, restando somente a oficialização. Mick Schumacher, com quem o jovem russo trava uma relação conflituosa nos bastidores, está sob contrato, portanto tudo indica sua permanência sob os comandos de Guenther Steiner e Gene Haas, mas não seria tanta surpresa assim ver o filho de Michael Schumacher mudando de time…

LEIA TAMBÉM
+RANKING GP: As notas de todos os pilotos no GP da Holanda de F1

ALFA ROMEO; FÓRMULA 1;
A Alfa Romeo ainda tem uma vaga que desperta grande interesse para 2022 (Foto: Alfa Romeo)

Daí em diante, sobra uma vaga: quem vai ser o futuro companheiro de equipe de Valtteri Bottas? Dois pilotos correm por fora.

Membro da Academia da Ferrari, Mick Schumacher já esteve bem próximo da Alfa Romeo para este ano, mas a equipe de Hinwil optou por manter Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi por mais uma temporada. Foi então que a Ferrari arranjou um lugar para o alemão em outra das suas equipes parceiras, a Haas. Seria naturalmente do interesse da Ferrari tirar Schumacher filho da hoje tóxica Haas e colocá-lo numa equipe que dê ao piloto uma perspectiva mais otimista para seu segundo ano na Fórmula 1.

Também não se pode descartar Antonio Giovinazzi. O italiano faz em 2021 sua terceira e melhor temporada na Fórmula 1 com a Alfa Romeo. No último GP da Holanda, só não conseguiu concluir um ótimo fim de semana na zona de pontuação em razão de um pneu furado depois de ter largado em sétimo lugar. Mas segundo circula no paddock da Fórmula 1, em notícia veiculada pelo site britânico RaceFans, o mais provável é que a Ferrari coloque Giovinazzi no seu programa de hipercarros para Le Mans a partir de 2023. Antonio, também ligado à academia de Maranello, já tem experiência no endurance justamente com a Ferrari via AF Corse.

Mas há outros dois pilotos que despontam com maiores chances de garantir a última vaga que na prática ainda paira alguma interrogação no grid. E o GRANDE PREMIUM, no Lado a Lado desta semana incrivelmente movimentada, coloca os perfis dos dois concorrentes e as características de cada um.

RUSSELL, BOTTAS e ALBON MOSTRAM NOVA CARA DO GRID DA F1 2022 + O ESTADO DE SCHUMACHER | TT GP #29

Nyck de Vries

Nascido em 6 de fevereiro de 1995 em Sneek, Holanda (26 anos)

Nyck de Vries pode ser o raro caso de um piloto bem-sucedido e campeão na Fórmula E a ascender na Fórmula 1. Lá atrás, quando ainda era uma promessa do esporte a motor, o piloto foi membro do programa de jovens pilotos da McLaren. Neste período, conquistou títulos da Fórmula Renault Eurocup e ALPS (Norte-Europeia) em 2014. Depois, prosseguiu para a Fórmula Renault 3.5 (ou World Series by Renault), ganhou corridas na antiga GP3 em 2016 e desde 2017 correu na Fórmula 2, já fora do programa da McLaren.

NYCK DE VRIES; MERCEDES;
Nyck de Vries é um dos candidatos à vaga que resta na Alfa Romeo para 2022 (Foto: Mercedes EQ)

No ano que o consagrou como campeão da Fórmula 2, em 2019, pela equipe ART Grand Prix, De Vries estreou nas 24 Horas de Le Mans correndo pela Racing Team Nederland na classe LMP2. Com quatro vitórias e um total de 12 pódios na classe de acesso, o holandês alcançou o título sem muito problemas e diante de um grid não tão forte quanto o da temporada passada (com George Russell, Lando Norris e Alexander Albon como protagonistas).

Campeão da F2, Nyck não teve vaga no concorrido grid da Fórmula 1. Foi aí que a Mercedes apareceu para lhe dar uma nova perspectiva na carreira. Além de nomeá-lo como reserva na equipe chefiada por Toto Wolff, De Vries também foi alocado no grid da Fórmula E pela escuderia alemã. Fez uma primeira temporada, em 2019/20, discreta para terminar em 11º lugar no campeonato. Mas foi neste 2021 que o talentoso piloto brilhou em um campeonato extremamente equilibrado para conquistar o segundo grande título na carreira.

De Vries tem o apoio da Mercedes para ascender enfim à Fórmula 1. Surpreendentemente, a vaga na Williams, que parecia endereçada ao holandês, até mesmo por conta dos laços entre Williams e Mercedes, ficou com Albon, ligado à Red Bull — porém liberado para 2022. Resta a Nyck, portanto, a disputa por um lugar na Alfa Romeo. O piloto tem experiência, é vencedor e chegaria à F1 mais maduro, mas com um grande potencial a destravar.

Guanyu Zhou

Nascido em 30 de maio de 1999 em Xangai, China (22 anos)

Assim como Nyck de Vries, Guanyu Zhou tem no seu currículo a passagem por dois programas de desenvolvimento de pilotos promovido por equipes da Fórmula 1. Entre 2015 e 2018, o chinês esteve ligado à Academia da Ferrari. Neste período, passou pela Fórmula 4 Italiana e Alemã em 2015, Fórmula 3 Europeia e Toyota Racing Series em 2016, e novamente na Fórmula 3 Europeia em 2017 e 2018, sem ter efetivamente ter lutado pelo título.

GUANYU ZHOU; ALPINE;
Guanyu Zhou faz uma grande temporada na F2 (Foto: Alpine)

Em 2019, no ano em que De Vries foi campeão, Zhou mudou de ares, deixou a Academia da Ferrari e ingressou na Academia da Renault. Naquela temporada, o asiático estreou na Fórmula 2 e foi até bem para um novato ao conquistar cinco pódios e uma pole para terminar o campeonato em sétimo lugar pela UNI-Virtuosi, exótico nome da equipe que um dia foi iSport e Russian Time.

Guanyu amadureceu com o passar das suas temporadas na Fórmula 2, ganhou corrida no ano passado e em 2021 se consolidou como um candidato ao título. Sempre pela UNI-Virtuosi e tendo ao seu lado neste ano o brasileiro Felipe Drugovich, o experiente Zhou já venceu três corridas e luta pelo título de forma direta com Oscar Piastri, que também é seu colega na Academia da Alpine.

Se for campeão da F2, por regra, Zhou não poderá seguir na categoria. A Alpine já deixou claro que tem interesse em promovê-lo para a Fórmula 1 e inclusive o colocou no carro de Fernando Alonso no treino livre 1 do GP da Áustria. Mas há um grande problema: diferente de Ferrari, Mercedes ou mesmo da Red Bull, a Alpine não tem equipes parceiras ou clientes no grid do Mundial.

Mas Zhou não pode ser descartado como um dos candidatos à vaga na Alfa Romeo. Primeiro, pelo próprio interesse da Alpine em colocar um piloto seu na F1 e ampliar os laços com outra equipe do grid. O piloto conta também com amplo apoio de empresas do seu país, e a chance de contar com um piloto chinês abriria enormemente o horizonte comercial para a Alfa Romeo como montadora e como equipe de Fórmula 1. O próprio potencial de Zhou, em que pese ser mais jovem e menos experiente que De Vries, também não pode ser desprezado.

Quem vai ficar com a vaga que falta ser preenchida na equipe liderada por Frédéric Vasseur? Certamente, os próximos dias vão trazer a resposta definitiva.

PETECOF VOLTA ÀS PISTAS E ENZO FITTIPALDI ESTREIA NA FÓRMULA 2 | Giro BR #25

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect