Siga-nos

Lado a Lado

Räikkönen x Häkkinen?

Kimi Räikkönen deixa a Fórmula 1 neste fim de semana, e o Lado a Lado traz o debate: quem é o melhor finlandês da história da categoria?

Mika Häkkinen e Kimi Räikkönen, os maiores finlandeses da Fórmula 1 (Foto: Reprodução)

O GP de Abu Dhabi de 2021 já é histórico por marcar o fim de uma das temporadas mais eletrizantes de todos os tempos na Fórmula 1, que pode consagrar Lewis Hamilton como o maior vencedor isolado na história da categoria, ou tornar Max Verstappen como o homem que quebrou uma das hegemonias mais longevas que o campeonato teve.

Além disso, o fim de semana marca a despedida de um ícone da categoria: Kimi Räikk¨önen. Aos 42 anos, o campeão mundial de 2007 e recordista de largadas da Fórmula 1 se aposenta do campeonato. Com números expressivos, o Lado a Lado desta semana traz um comparativo de Kimi com outro finlandês voador: Mika Häkkinen. Afinal, quem é o maior representante do país na história da categoria?

Mika Häkkinen

Mika Häkkinen, campeão de 1998 e 1999 (Foto: McLaren)

Largadas: 161
Títulos: 2
Vitórias: 20
Pódios: 51
Poles: 26

Häkkinen chegou na Fórmula 1 em 1991, aos 23 anos de idade, pela Lotus, onde impressionou logo em sua terceira corrida, o GP de San Marino, ao somar pontos com a fraca equipe. A presença no top-6 virou frequente em 1992, e ele recebeu a chance de ser reserva da McLaren, promovido ao posto de titular nas etapas finais de 1993 com a demissão de Michael Andretti.

Pelo time de Woking, por um bom tempo registrou bons resultados e subindo ao pódio com frequência, até surgir a chance de vencer pela primeira vez, no GP da Europa de 1997. Com a McLaren MP4/13 em 1998, impulsionada por um forte motor Mercedes, conquistou o título mundial após grande batalha com Michael Schumacher, e repetiu o feito em um conturbado 1999, agora tendo Eddie Irvine como rival.

Chegou a flertar com o tri em 2000, mas com o crescimento de Schumacher na reta final e uma quebra de motor crucial em Indianápolis, precisou se contentar com o vice. Em 2001, foi batido pelo companheiro David Coulthard e anunciou que tiraria um ano sabático, que eventualmente virou a aposentadoria de Mika.

Kimi Räikkönen

Kimi Räikkönen, campeão mundial em 2007 (Foto: Ferrari)

Largadas: 348
Títulos: 1
Vitórias: 21
Pódios: 103
Poles: 18

Kimi iniciou a trajetória na Fórmula 1 pela Sauber, em 2001, aos 20 anos de idade. Apesar da chegada ao grid ser controversa pela pouca experiência, calou os críticos em sua temporada de novato, conduzindo a Sauber ao 4º lugar no Mundial de Construtores, um dos melhores resultados da equipe.

Com a saída de Mika da McLaren, foi chamado para substituir David Coulthard e rapidamente impressionou. Em 2003, veio a primeira vitória, na Malásia, e um ano absurdamente regular, mas amargou o vice-campeonato, apenas 2 pontos atrás de Michael Schumacher. Os desempenhos acima da média chamaram atenção em 2005, mas novamente amargou o vice, agora para Fernando Alonso.

Schumacher se aposentou da Fórmula 1 em 2006 (apenas para voltar em 2010), e Kimi foi o escolhido de Maranello para assumir seu lugar. Em uma temporada comendo pelas beiradas e crescendo no momento certo, frustrou Lewis Hamilton e Fernando Alonso para levar o título mundial, o último da equipe italiana.

Após dois anos sem brigar por título e de vitórias pontuais, se encheu da Fórmula 1 e se aventurou em outras categorias, como WRC e até a Nascar, mas retornou ao grid em 2012 para defender a Lotus. Os bons desempenhos e vitórias resultaram em uma segunda passagem pela Ferrari, entre 2014 e 2018. Trocou de lugar com Charles Leclerc e defendeu a Alfa Romeo nas últimas 3 temporadas.

A GRANDE FINAL DA F1, VERSTAPPEN x HAMILTON: QUEM SERÁ CAMPEÃO? | Paddock GP #271

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect