Siga-nos

Ranking GP

As notas do GP da Inglaterra de 2021

A temporada 2021 apresentou mais uma daquelas corridas que serão lembradas por bastante tempo no futuro. O Mundial mudou em Silverstone

Em alguns momentos do esporte e da vida é inescapável passar por situações que te fazem parar, olhar o que acontece em frente aos seus olhos e concluir, rapidamente, que alguma coisa mudou ali agora e para sempre. A luta pelo título Mundial de Fórmula 1 mudou agora e para sempre no GP da Inglaterra do último domingo, e foi rápido. A partir do instante que Lewis Hamilton e Max Verstappen enfim se tocaram, bum, a dinâmica mudou. Virou guerra. Ainda bem.

Hamilton sobreviveu ao toque e, apesar de receber punição de 10s por causar a colisão que terminou com Verstappen na barreira de pneus – e no hospital, posteriormente – e capturou Charles Leclerc nas últimas voltas para vencer e encostar na classificação do campeonato. A nota de Hamilton foi boa, mas a melhor foi a de Leclerc: 9.0. Justo por fazer a Ferrari liderar mais de 50 voltas.

No outro extremo, a menor nota ficou com Sergio Pérez. Erro na corrida de classificação e sempre atrás de onde deveria na prova oficial, ainda foi tirado da chance de pontuar nas últimas voltas, quando foi chamado de volta aos boxes para trocar pneus e ‘roubar’ de Hamilton a melhor volta da corrida.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O lance decisivo da corrida: o toque de Hamilton em Verstappen (Foto: Reprodução/TV)

As notas do Ranking GP são distribuídas por Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum e Vitor Fazio.

1°) Lewis Hamilton – 8.5 Foi muito difícil dar uma nota a Hamilton. A recuperação na corrida foi impressionante, a vitória foi dramática, superando punição de 10s e passando Leclerc no final e a pole, que não foi pole, na sexta-feira, espetacular. Só que a largada ruim na corrida de classificação pesou aqui, além da batida com Verstappen na prova.

2°) Charles Leclerc – 9.0 Quase veio a vitória, quase veio a nota 10. Impossível dar menos que 9 para alguém que levou a Ferrari tão perto de um triunfo. Pilotagem basicamente impecável do monegasco, que segue sendo absurdo em ritmo de classificação.

3°) Valtteri Bottas – 6.5 O resultado final foi melhor do que a performance em si. O finlandês foi beneficiado por pit-stops longuíssimos de Norris e Sainz, mas não chegou a ter o melhor dos ritmos. O que importa: foi ao pódio e ajudou a Mercedes a colar na Red Bull.

4°) Lando Norris – 7.5 Norris vem sendo repetidas vezes um dos melhores nomes do grid. O inglês voltou a brilhar na corrida de casa e só não foi ao pódio porque a McLaren, nos boxes, não deixou. Só sofreu mais do que o normal com Ricciardo na classificação.

5°) Daniel Ricciardo – 7.0 O melhor resultado de Ricciardo no ano talvez não tenha sido a melhor performance do australiano. Mas andou bem, segurou Sainz na pista e, em volta rápida, esteve bem parelho com Norris. É manter isso.

6°) Carlos Sainz Jr. – 7.0 Dava para ter ido até para o pódio com o ritmo que teve, hein? Por partes: classificação ruim, corrida de classificação excelente depois de ser acertado por Russell na largada e boa corrida também. Não fosse o pit-stop da Ferrari…

7°) Fernando Alonso – 7.5 Depois da aula de largada na corrida de classificação, temos de tirar o chapéu para Alonso. O bicampeão ainda fez duas pilotagens seguras, garantindo a posição contra carros mais velozes. Bons pontos para ele e para a Alpine.

Charles Leclerc, 2021
Charles Leclerc foi ao pódio (Foto: Reprodução/Twitter/@ScuderiaFerrari)

8°) Lance Stroll – 7.0 A classificação foi terrivelmente ruim, mas Stroll tratou de focar tudo nas largadas para recuperar terreno. E fez isso com maestria, virou totalmente o jogo com Vettel na Inglaterra.

9°) Esteban Ocon – 6.5 Não foi brilhante, incrível, impressionante, mas pontuou depois de mergulhar em uma fase terrível nas últimas provas. Parece suficiente para retomar a confiança.

10°) Yuki Tsunoda – 6.5 Como sempre, muito atrás de Gasly o fim de semana todo, mas, com o furo no pneu do companheiro nas voltas finais, roubou o pontinho final. Foi decente.

11°) Pierre Gasly – 7.0 Em um fim de semana que a AlphaTauri sofreu bastante com falta de ritmo, Gasly tinha tudo para arrancar dois pontinhos na marra. Aí furou o pneu e despencou para 14º. Até ganhou posições nas cinco voltas finais, mas não deu tempo de pontuar.

12°) George Russell – 6.5 Q3 fantástico na classificação, corrida bem decente, mas no meio disso uma péssima largada na corrida de classificação com direito a bater em Sainz e ser punido no grid. O top-10 parece cada vez mais perto.

13°) Antonio Giovinazzi – 5.0 A largada da corrida de classificação custou caro para alguém que tinha um fim de semana promissor pela frente. Fica a sensação de que, largando melhor no sábado, poderia muito bem ter pontuado, já que até andou na frente de Tsunoda.

14°) Nicholas Latifi – 5.0 Não vamos dizer que Latifi foi espetacular, mas foi digno, vai? Segurou Vettel no domingo e ainda terminou na frente de Kimi e de Pérez. Para os padrões do canadense, incrível.

15°) Kimi Räikkönen – 5.0 Montanha-russa total aqui. Uma classificação muito ruim, uma sprint bem interessante e uma largada de almanaque no domingo para ir parar em nono. Aí foi ladeira abaixo com um carro ruim, mas também meio enroscado com todo mundo.

Sergio Pérez, Red Bull 2021,
Sergio Pérez decepcionou (Foto: Reprodução/Twitter/@redbullracing)

16°) Sergio Pérez – 2.0 Tudo, tudo deu errado para o mexicano. Não foi bem na classificação, foi pior na corrida de classificação ao rodar sozinho e não melhorou nada na corrida. Preso atrás de carros mais lentos, estratégia ruim da Red Bull, sacrifício por volta rápida, enfim, tudo terrível.

17°) Nikita Mazepin – 4.0 A Haas é o que de mais próximo a F1 vive de uma equipe nanica desde que as equipes nanicas acabaram. Assim, é ver o quanto erram e quem chega na frente do outro na disputa interna.

18°) Mick Schumacher – 3.5 É o comentário de cima com: chegou atrás de Mazepin.

NC – Sebastian Vettel – 3.0 Como falamos na hora do Stroll: jogo virou muito rápido. Vettel tinha tudo para chegar brigando ali com Alonso pelo sétimo lugar, mas errou sozinho e despencou. Um belo fim de semana que foi para o lixo.

NC – Max Verstappen – 6.5 Difícil demais analisar alguém que bateu no comecinho da corrida, mas não vemos culpa em Max e o resto do fim de semana era muito bom. Também não dá para dar mais nota para alguém que abandona rápido assim.

GP da Inglaterra – 7.5 – O momento que tanto se esperava e que pintava como certeza, enfim, chegou: Hamilton e Verstappen se acharam e um deles levou a pior. A dinâmica da briga entre os dois mudou: deixa a esgrima olímpica, vira a briga de rua bagaceira que o público tanto gosta. Além disso, ainda teve uma baita atuação de Leclerc.

Melhor GP – GP do Bahrein, GP do Azerbaijão, GP da França – 9.0
Pior GP – GP da Estíria – 3.0
Média – 6.8

Confira a média das notas do ano:

1°) Max Verstappen – 8.8
2°) Lando Norris – 8.0
3°) Lewis Hamilton – 7.6
4°) Charles Leclerc – 7.2
5°) Pierre Gasly – 7.0
5°) Carlos Sainz Jr. – 7.0
7°) Lance Stroll – 6.4
7°) Fernando Alonso – 6.4
9°) Valtteri Bottas – 6.2
10°) Sergio Pérez – 6.0
10°) Daniel Riccardo – 6.0
12°) Esteban Ocon – 5.8
12°) George Russell – 5.8
12°) Antonio Giovinazzi – 5.8
15°) Sebastian Vettel – 5.4
15°) Kimi Räikkönen – 5.4
17°) Yuki Tsunoda – 4.7
18°) Mick Schumacher – 4.4
19°) Nicholas Latifi – 4.3
20°) Nikita Mazepin – 2.3

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect