Siga-nos

Ranking GP

As notas do GP de Portugal de 2021

Embora bastante tenha acontecido durante o GP de Portugal em Portimão, pouco deu para realmente animar o público, que esperava uma grande corrida

GP do Bahrein 2021, Lewis Hamilton, Mercedes,
Lewis Hamilton venceu mais uma (Foto: Reprodução/Twitter)

Após duas corridas que animaram o público para o que vinha aí na temporada 2021 do Mundial de Fórmula 1, o GP de Portugal foi um inesperado balde de água fria. Na divertida pista de Portimão, uma corrida parada e que parecia resolvida após menos de 20 voltas. Restou a expectativa por um salvador em terceira pessoa: um safety-car, talvez, mas nem isso. Enfim, corrida abaixo das expectativas.

Nem mesmo a movimentação do meio de pelotão, por vezes bem animada, deu um ganho na corrida. A verdade é que a maioria das ultrapassagens pareceu ter vido em carros que estavam vulneráveis fosse por total falta de ritmo, como a Aston Martin, ou pelo desgaste de pneus, como aconteceu com Carlos Sainz e Daniel Ricciardo.

Na janela da briga pelo título, Max Verstappen chegou até a tomar a frente na relargada que seguiu a intervenção solitária do safety-car, causada por desinteligência de Kimi Räikkönen na largada. Mas errou na sequência e permitiu que Lewis Hamilton partisse para uma vitória de altíssimo nível, a 97ª da carreira. Que, claro, rendeu a ele a maior nota do fim de semana. A menor foi para o ioiô humano Nikita Mazepin que, quando não roda, parece disputar uma maratona enquanto planta bananeira.

As notas do Ranking GP são distribuídas por Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum e Vitor Fazio.

As notas do Ranking GP são distribuídas por Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum e Vitor Fazio.

Lewis Hamilton, Black Lives Matter, Mercedes, 2020,
Lewis Hamilton segue em alta na F1 (Foto: Reprodução/Twitter)

1°) Lewis Hamilton – 9.0 – Hamilton fez 2×1 em Verstappen com uma atuação muito boa. Vacilou na relargada e na classificação, é verdade, mas conseguiu se recuperar e triunfar. Faz mais um começo de temporada muito forte, vive seu auge.

2°) Max Verstappen – 7.5 – Verstappen tem cometido pequenos errinhos que vão custando caro. Em Portugal, excedeu os limites de pista na classificação e sambou atrás de Bottas, o que o tirou da zona de abertura da asa traseira e o fez ser superado por Hamilton. Cada detalhe conta em 2021.

3°) Valtteri Bottas – 7.5 – Bottas fez uma grande classificação, uma excelente largada, mas aí, de novo, não conseguiu manter a dianteira. Abriu caminho para Hamilton, perdeu espaço para Verstappen nos boxes. Mas foi, certamente, sua melhor corrida em 2021.

4°) Sergio Pérez – 6.5 – Pérez deu uma bobeada e foi superado no começo por Norris, manobra que custou qualquer chance de pódio. De todo modo, vai se acostumando com a Red Bull e com a briga lá na frente. É uma adaptação melhor que as de Gasly e Albon.

5°) Lando Norris – 8.0 – Norris é o grande nome da ‘F1 B’ em 2021. O inglês vai aproveitando o ótimo carro da McLaren e o começo lento de Ricciardo e vai disparando. Por enquanto, Norris tem até incomodado Bottas e Pérez. Será?

Valtteri Bottas fez pole, mas viu a vitória escapar (Foto: Reprodução/Twitter)

6°) Charles Leclerc – 7.0 – Leclerc conseguiu mais um bom resultado, teve mais uma boa classificação, mas ainda tem algo meio de errado em seu ritmo de corrida. Tem sofrido mais com ele do que Sainz, por exemplo, por mais que a pontuação não diga isso.

7°) Esteban Ocon – 7.5 – Ocon faz um começo de campeonato muito seguro. O francês já tem em três corridas uma performance melhor que quase em 2020 todo. Readaptado à categoria, Esteban vai se destacando no pelotão intermediário.

8°) Fernando Alonso – 7.0 – Fernando segue se classificando mais ou menos, mas agora fez uma boa corrida, viu? Faltou pouco para chegar em Ocon, o que é um ótimo sinal visto o que se viu no Bahrein e, principalmente, em Ímola.

9°) Daniel Ricciardo – 6.0 – Classificação sofrível de ruim, mas corrida boa. Talvez pudesse ainda ter ficado na frente das Alpine, mas ao menos reduziu bastante os danos de um sábado para esquecer. Daniel precisa de paciência para se adaptar, isso nunca foi o forte dele.

10°) Pierre Gasly – 6.5 – A AlphaTauri não esteve nem perto do nível do Bahrein e de Ímola. Então, voltamos ao cenário de 2020: Gasly pontuou com um carro bem mais ou menos. O francês classificou bem, fez boa corrida e até poderia ter ficado mais bem posicionado se tivesse optado pelos pneus duros.

11°) Carlos Sainz Jr. – 6.0 – O resultado frio é tenebroso, mas a performance não foi desse jeito. Dá para explicar: ter colocado os pneus médios e não os duros fez toda a diferença. Os amarelos acabaram rapidamente, Sainz foi ficando lento, lento e caiu da zona de pontos. Chegou a andar na frente de Leclerc.

12°) Antonio Giovinazzi – 6.5 – Não foi um fim de semana ruim de Giovinazzi. O italiano tem sido melhor que Kimi e talvez pudesse ter ido até um pouquinho além não tivesse tomado uma paulada do companheiro. Parece que pontuar vai ser questão de tempo.

13°) Sebastian Vettel – 6.0 – Vettel conseguiu uma boa classificação e parecia pronto para desencantar com a Aston Martin. Mas, nossa, deu tudo errado na corrida. O carro é lento, muito lento.

Lando Norris pontuou bem (Foto: McLaren)

14°) Lance Stroll – 5.5 – O grosso da nota aqui vai todo para as absurdas voltas que o canadense deu de pneus macios, como se fossem os duros. Foi legal, parecia que poderia pontuar com um segundo stint sólido. Que nunca veio…

15°) Yuki Tsunoda – 4.0 – A sensação da primeira corrida da temporada encaixou duas corridas péssimas. Em Portugal, porém, tem um descanto: a AlphaTauri não estava nada legal. Só que o japonês precisa errar menos e andar um pouco mais perto de Gasly.

16°) George Russell – 4.0 – Russell precisa urgentemente achar um balanço melhor entre classificações e corridas. Seu carro parece viciado em volta rápida e não aguenta um mínimo stint de prova. Quase foi ao Q3, brilhante, mas teve uma corrida complicadíssima.

17°) Mick Schumacher – 5.5 – É bastante complicado julgar corridas de piloto da Haas, já que é, de longe, o pior carro. Mas Mick não errou e ainda terminou na frente de Latifi! Sua melhor prova na F1, com certeza.

18°) Nicholas Latifi – 4.0 – Sejamos sinceros: o momento da ultrapassagem em cima de Russell pegou todo mundo de surpresa, vai? Mas foi só uma coisa passageira, logo o inglês recuperou terreno e terminou consideravelmente na frente do canadense, que segue como um dos piores do grid.

19°) Nikita Mazepin – 1.0 – Ruim, péssimo, cada vez pior. O russo por mais um pouco tomaria uma volta do próprio companheiro de equipe. Aí fica complicado, né? Mazepin não rodou, talvez por isso tenha ficado com esse pontinho aqui no Ranking.

NC) Kimi Räikkönen – 3.0 – Kimi mandou mal, hein? Além de ter classificado atrás de Giovinazzi, foi totalmente culpado pelo próprio abandono e quase tirou também o companheiro da corrida. Mas devemos dizer que mandou muito bem ao assumir a bronca e se desculpar com o time.

Aston Martin, Vettel, GP de Portugal 2021,
Sebastian Vettel seguiu fora dos pontos (Foto: Reprodução/Twitter/@AstonMartinF1)

GP de Portugal – 4.0 – A corrida, por si só, ficou devendo, mas a decepção no público ficou ainda maior porque a excelente pista de Portimão dá a impressão de ser capaz de render corridas maravilhosas todos os anos. Ano passado, conseguiu. Agora, porém, não deu certo.

Melhor GP – GP do Bahrein – 9.0
Pior GP – GP de Portugal – 4.0
Média – 7.0

Confira a média dos pilotos na temporada 2021

1°) Lewis Hamilton – 8.8
2°) Max Verstappen – 8.5
3°) Lando Norris 8.2
4°) Charles Leclerc – 7.5
5°) Carlos Sainz Jr. – 6.7
6°) Lance Stroll – 6.5
6°) Esteban Ocon – 6.5
8°) Daniel Ricciardo – 6.2
8°) Antonio Giovinazzi – 6.2
8°) Pierre Gasly – 6.2
11°) Sergio Pérez – 6.0
11°) Fernando Alonso – 6.0
11°) Valtteri Bottas – 6.0
14°) Kimi Räikkönen – 5.2
15°) George Russell – 4.8
16°) Yuki Tsunoda – 4.3
16°) Mick Schumacher – 4.3
18°) Sebastian Vettel – 4.2
19°) Nicholas Latifi – 4.0
20°) Nikita Mazepin – 0.7

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect