As notas do GP da Áustria de 2018

A nona etapa do Mundial de F1, em Spielberg, foi uma das melhores de 2018 até aqui. Mudanças de liderança, problemas de confiabilidade e pneus, além de ultrapassagens. Max Verstappen deu à Red Bull a primeira vitória em casa

Gabriel Curty, de São Paulo,
Pedro Henrique Marum, do Rio de Janeiro &
Vitor Fazio, de Porto Alegre

O GP da Áustria, embora em situação difícil por disputar espaço com a Copa do Mundo, foi muito melhor que qualquer outro evento esportivo que tenha acontecido no mesmo horário. Os problemas de confiabilidade, erros e ultrapassagens abriram uma enorme janela de imprevisibilidade que renderam a primeira vitória da Red Bull no autódromo que lhe pertence - dessa vez com Max Verstappen.

Quem 'ganhou' o Ranking na Áustria foi, pasmem, Romain Grosjean. Zerado no campeonato até entanto, o francês comandou uma semana de recuperação e chegou ao quarto lugar na prova, recebendo uma média de 9.0. O companheiro dele, Kevin Magnussen, e Verstappen receberam 8.5.

Com mais uma péssima exibição, deixando muito a desejar em relação ao companheiro de equipe, Stoffel Vandoorne foi quem recebeu a nota mais baixa da prova: 3.0.

As notas do Ranking GP são calculadas através de avaliações de Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum e Vitor Fazio, do GRANDE PREMIUM.

Max Verstappen venceu na Bélgica
Getty Images/Red Bull Content Pool

1º) Max Verstappen - 8.5 - Convenhamos que, em condições normais, Verstappen não seria o vencedor da corrida, mas foi uma recompensa justa para alguém que melhorou tanto. Sim, Max é o piloto mais consistente das últimas provas. Tarde demais para título? Provavelmente, mas um caminho bacana para o futuro de alguém tão jovem.

2º) Kimi Räikkönen - 7.5 - É bem verdade que Kimi cometeu uma série de erros em basicamente toda as disputas que participou no início da corrida, mas reagiu bem e foi ao pódio. Foi legal ver que o veterano ao menos está errando por tentar, por lugar. Com perdão do trocadilho, estava muito frio antes.

3º) Sebastian Vettel - 7.0 - Uma atuação opaca de Vettel virou uma reação improvável. O alemão, do nada, tirou 15 pontos do concorrente Hamilton, que tinha tudo para colocar, basicamente, 25 pontos de vantagem na classificação do campeonato. Temos um jogo no campeonato e no Ranking GP.

Charles Leclerc foi um dos grandes destaques da corrida
Sauber

4º) Romain Grosjean - 9.0 - O automobilismo é uma caixinha de surpresas? Quem diria que, na temporada em que não havia sequer pontuado com um dos melhores carros que já teve na mão, Grosjean seria capaz de buscar o melhor resultado da história da Haas? Isso mesmo, o franco-suíço levou logo 12 pontos de uma vez e bateu seu próprio quinto lugar no GP do Bahrein de 2016. O nome do final de semana.

5º) Kevin Magnussen - 8.5 - Ok, ele tem uma postura pouco elogiável na pista, mas o que são esses resultados de K-Mag em 2018, hein? O dinamarquês assumiu a liderança do pelotão intermediário com mais uma quebra da Renault de Hülkenberg e segue firme e forte em 2018. Que semana da Haas!

6º) Esteban Ocon - 7.0 - E não é que a Force India também teve uma corrida excelente? Ou melhor, um resultado excelente. Os indianos nem foram tão bem assim, mas a quebra de Hülk, as bolhas em Sainz e os problemas com metade dos ponteiros geraram oito pontos para Ocon.

7º) Sergio Pérez - 7.0 - Pérez foi outro que se deu bem nessa aí, inclusive devolvendo a posição para o companheiro de equipe francês na reta final da corrida, já que Ocon sofria com bolhas e o mexicano tentava buscar Magnussen. Não deu, mas o sétimo lugar foi excelente para a Force India, que tenta buscar a McLaren e a Haas no Mundial de Construtores.

8º) Fernando Alonso - 8.5 - De último para oitavo, Alonso é simplesmente um fenômeno. O espanhol fez um corridaço, passando um monte de gente, principalmente nas últimas voltas. Divertido e altamente eficiente. Quatro pontos achados do nada para a McLaren.

9º) Charles Leclerc - 8.0 - É sério que Leclerc agora vai pontuar em toda corrida? Continua sendo muito absurdo o que o monegasco tem conseguido fazer com sua Sauber. Um dos grandes nomes do ano, sem dúvida a revelação.

10º) Marcus Ericsson - 7.5 - E atenção: Ericsson pontuou! Corrida bem segura do piloto sueco e bom aproveitamento da oportunidade que apareceu. Estava precisando muito de ponto depois do que Leclerc conseguiu fazer até aqui.

A largada no meio do pelotão
Renault

11º) Pierre Gasly - 6.5 - Boa classificação e uma boa corrida até ficar totalmente sem pneus. A Toro Rosso talvez seja o segundo pior carro do momento, mas o francês está bem longe de ser um dos piores do grid.

12º) Carlos Sainz Jr. - 4.5 - Tudo bem que os pneus estavam cheios de bolha, mas o espanhol fez uma corrida completamente horrorosa na Áustria. Sorte dele que existe a Williams para ficar atrás.

13º) Sergey Sirotkin - 4.0 - Milagre! Sirotkin não chegou na última colocação. É, mas o russo bem que tentou e, não fosse uma punição pós-prova de Stroll, o 14º lugar seria realidade. Sirotkin agora é o único sem ponto em 2018, que desempenho sofrível.

14º) Lance Stroll - 5.0 - Uma punição tosca por não deixar Pérez passar fez Stroll perder ainda a posição para Sirotkin. Mas é aquilo: a Williams não tem jeito, não.

Nico Hülkenberg foi o primeiro a deixar o GP da Áustria
Renault

NC) Stoffel Vandoorne - 3.0 - Difícil, hein? Bem difícil. Acho que não dá para falar muito além disso de Vandoorne, ultimamente, não. Muita cara de que roda no final do ano.

NC) Lewis Hamilton - 7.5 - Lewis merecia sorte bem melhor na Áustria. Em uma pista de equilibrado máximo entre as três grandes equipes, o britânico tomou do companheiro na classificação, mas virou líder na largada e tinha boas chances de vencer. A Mercedes errou nos boxes, a Mercedes quebrou. Deu tudo errado e Vettel virou líder do campeonato.

NC) Brendon Hartley - 4.0 - Esse aqui é outro que dificilmente estará no grid do ano que vem. Mais uma etapa muito ruim do neozelandês, sempre tomando tempo de Gasly.

NC) Daniel Ricciardo - 6.0 - Ricciardo não está numa fase tão boa assim, mas dessa vez deu um tremendo azar com uma quebra que custou, no mínimo, um pódio. Imagina se fosse ele na vaga de Verstappen, hein? O campeonato voltava a ser realidade para o australiano.

NC) Valtteri Bottas - 7.0 - Uma pole improvável numa briga de foice com os rivais, uma largada horrorosa. E aí um problema na Mercedes que o deixou na mão. Podiam ser 25 pontos, foram zero rapidamente.

NC) Nico Hülkenberg - 6.5 - Hülk tinha boa chance de brigar pelo top-5, mas a Renault... é incrível como sempre que os franceses chegam com atualização, alguma coisa quebra. Deu ruim no motor do alemão.

GP da Áustria - 8.5

E quem foi que disse que a Copa do Mundo ia ofuscar a F1? O que aconteceu na Áustria foi muito mais emocionante que o Espanha 1 x 1 Rússia que corria em paralelo. Para a Mercedes, que tinha uma prova cheia de pontos na mão, viveu um desastre esportivo. E Max Verstappen, com a calma de um veterano, embolsou mais uma vitória. Ótima corrida, mesmo. 

Melhor GP: GP do Azerbaijão (9.5)

Pior GP: GP do Canadá (3.0)

Média: 6.3

Média dos pilotos na temporada 2018

1º) Sebastian Vettel - 7.5
2º) Lewis Hamilton - 7.4
3º) Daniel Ricciardo - 6.9
4º) Fernando Alonso - 6.8
4º) Valtteri Bottas - 6.8
6º) Kimi Räikkönen - 6.6
6º) Nico Hülkenberg - 6.6
8º) Charles Leclerc - 6.5
9º) Kevin Magnussen - 6.3
10º) Carlos Sainz Jr. - 6.2
11º) Sergio Pérez - 6.1
11º) Pierre Gasly - 6.0
13º) Esteban Ocon - 5.8
14º) Max Verstappen - 5.4
15º) Stoffel Vandoorne - 5.3
15º) Marcus Ericsson - 5.3
17º) Romain Grosjean - 5.2
18º) Lance Stroll - 4.4
19º) Brendon Hartley - 4.3
20º) Sergey Sirotkin - 3.7