As notas do GP da Inglaterra de 2018

A décima etapa da temporada 2018 foi excelente. Em Silverstone, os quatro pilotos das duas grandes equipes do grid tiveram atuações bem positivas, assim como Nico Hülkenberg e Esteban Ocon

Gabriel Curty, de São Paulo,
Pedro Henrique Marum, do Rio de Janeiro &
Vitor Fazio, de Porto Alegre

A temporada 2016 da F1 flutua muito rapidamente entre corridas ótimas e outras monótonas e sequências de provas nestes dois estados. Após um já movimentado GP da Áustria, os fãs pelo mundo puderam ver um ainda melhor GP da Inglaterra. No calor forte, incomum para Silverstone, Sebastian Vettel colocou água no chope e tomou a vitória da Mercedes duas vezes.

A exibição de Sebastian Vettel, que pulou para a ponta com uma bela largada e precisou tirar Valtteri Bottas na frente no braço após o finlandês tomar a ponta já na parte final da corrida, rendeu a maior nota. Um brilhante 9.5, diga-se.

Em mais uma jornada para lá de decepcionante, a Williams ficou com as piores notas empatadas para os dois pilotos: Lance Stroll e Sergey Sirotkin: 3.5 para cada.

As notas do Ranking GP são calculadas através de avaliações de Gabriel Curty, Pedro Henrique Marum e Vitor Fazio, do GRANDE PREMIUM.

Sebastian Vettel comemora vitória
Ferrari

1º) Sebastian Vettel - 9.5 - Numa corrida em que os quatro pilotos dos dois principais times se destacaram, Vettel foi além. Muito seguro, soube ultrapassar quando precisava e ter paciência na hora certa. Ainda, além da vitória, merece destaque grande por ter feito tudo com o pescoço travado. Que desempenho.

2º) Lewis Hamilton - 8.5 - Hamilton cravou uma pole com autoridade que foi basicamente na força que tem 'jogando em casa', já que a Ferrari parecia bem superior na classificação. Na corrida, largou pior que Vettel e, na sequência, foi tocado por Räikkönen, tendo de fazer uma grande corrida de recuperação. Mandou muito mal na reação ao ocorrido depois da prova.

3º) Kimi Räikkönen - 8.5 - Apesar de ter tocado em Hamilton e sido punido, Kimi fez uma corrida bem competente e, acima de tudo, corajosa. Parece mesmo que o finlandês se transformou depois que os rumores envolvendo sua saída da Ferrari ganharam força.

Lewis Hamilton se recuperou e alcançou um pódio em Silverstone
Mercedes

4º) Valtteri Bottas - 8.0 - Bottas é quem fecha a quadra de ótimas atuações dos pilotos de Ferrari e Mercedes. O finlandês merece muitos aplausos pelo que fez diante de Vettel: uma série de lindas defesas de posição com menos carro, pneus mais desgastados e mais duros que o do rival. Palmas para ele e vaias para a Mercedes que não levou tantos pneus macios para a Inglaterra e tomou novo baile na estratégia.

5º) Daniel Ricciardo - 6.0 - O que será que acontece com Ricciardo, hein? A fase do australiano não é das melhores, os resultados e as performances seguem abaixo, principalmente no comparativo com Verstappen, que vive momento bem melhor. Um quinto lugar apagadão.

6º) Nico Hülkenberg - 8.5 - Apagado é o que não foi Hülkenberg. Se a Renault parece louca para perder o quarto lugar e teve devendo ritmo e até errado na estratégia dos pneus, Nico foi totalmente na contramão. Fez o que deu na classificação - e classificou bem na frente de Sainz -, aí largou muito bem e fez uma tremenda corrida para ser sexto. 

7º) Esteban Ocon - 8.0 - Ocon cometeu seus errinhos, principalmente em largadas, mas faz uma temporada bastante honesta e superior a do companheiro Pérez. Sobrou de novo em relação ao mexicano na Inglaterra e buscou seis pontos valorosos para a Force India.

8º) Fernando Alonso - 7.5 - Alonso segue 'parindo' pontos na temporada 2018. Sem ritmo, está sempre acima do limite da McLaren. É inacreditável pensar que o espanhol está ali brigando com Hülk e Magnussen pelo sétimo lugar com bem menos carro.

9º) Kevin Magnussen - 7.0 - K-Mag classificou bem e poderia ter ficado tranquilo no sétimo lugar, mas tomou uma pancada do próprio companheiro de equipe na largada. Teve de remar pra se recuperar, fez praticamente o que deu.

10º) Sergio Pérez - 6.0 - Pérez vem sofrendo muito no comparativo com Ocon nas classificações e nas corridas. Ganhou um ponto pela punição, no mínimo, polêmica que Gasly recebeu. Está devendo bastante e toma 6x1 do companheiro quando ambos chegam ao fim da corrida.

Daniel Ricciardo não empolgou em Silverstone
Red Bull Content Pool/Getty Images

11º) Stoffel Vandoorne - 4.5 - Vandoorne está no grupo dos pilotos em péssima fase, mas foi um pouquinho menos pior em Silverstone, apesar de uma nova largada muito ruim, seu grande Calcanhar de Aquiles. Quase conseguiu pontuar aos trancos e barrancos.

12º) Lance Stroll - 3.5 - Stroll faz uma temporada horrorosa com uma Williams tenebrosa. Mesmo assim, tem sido melhor que Sirotkin quase sempre. Por pouco não pontua sabe-se lá como na Inglaterra.

13º) Pierre Gasly - 6.5 - Uma punição inacreditável de 5s tirou um pontinho de Gasly. Foi mais uma corrida bem decente do francês com uma Toro Rosso que deixa muito a desejar. 

14º) Sergey Sirotkin - 3.5 - Bom, sem maiores comentários sobre o russo, né? Último de novo. Terrível.

Melhor do 'resto', Hülkenberg levou o sexto lugar
Renault

NC) Max Verstappen - 7.0 - Verstappen teve um problema nos freios que acabou com um final de semana que, mais uma vez, era superior em relação ao de Ricciardo. Pena para o holandês, mas a fase ainda é boa.

NC) Carlos Sainz Jr. - 4.0 - Sainz teve um final de semana horroroso. Não passou do Q1, não fazia grandes coisas na corrida e acabou acidentando-se em um choque com Grosjean. Poderia ter espremido bem menos o franco-suíço ali.

NC) Romain Grosjean - 5.5 - Uma boa classificação, uma largada mediana com choque desnecessário no companheiro Magnussen e uma corrida que até era OK, mas aí veio o incidente com Sainz, onde acabou também errando - talvez por estar sem espaço.

NC) Marcus Ericsson - 4.5 - Ericsson está, tranquilamente, ali na zona de rebaixamento da F1, mas seu abandono em Silverstone foi especial: esbarrou no botão do DRS e foi parar no muro. Ai ai ai...

NC) Charles Leclerc - 7.5 - Lembram da falha dupla da Haas na Austrália? Então, algo parecido rolou com a Sauber e Leclerc na Inglaterra. Tudo que indicava pontos - bom pontos - para o monegasco virou um abandono após um pit-stop relâmpago de 2s2. Roda solta.

NC) Brendon Hartley - 4.5 - Hartley deu uma tremenda pancada durante o terceiro treino livre e destruiu o carro. Não andou mais no final de semana. Tenso.

GP da Inglaterra - 9.0

A torcida local não teve a oportunidade de confirmar a comemoração iniciada no sábado, quando Lewis Hamilton cravou a pole: uma largada ruim seguida por um toque com Kimi Räikkönen tirou o piloto da Mercedes da briga. Sebastian Vettel, que já tinha tomado a ponta, acabou sendo ultrapassado por Valtteri Bottas. E recuperou a frente na reta final da prova. Foi apenas a segunda vitória dele em Silverstone, aumentando um pouco mais a liderança do campeonato.

Melhor GP - 9.5 (Azerbaijão)

Pior GP - 3.0 (Canadá)

Média - 6.6

Média da temporada:

1º) Sebastian Vettel - 7.7
2º) Lewis Hamilton - 7.6
3º) Fernando Alonso - 6.9
3º) Valtteri Bottas - 6.9
5º) Daniel Ricciardo - 6.8
5º) Kimi Räikkönen - 6.8
5º) Nico Hülkenberg - 6.8
8º) Charles Leclerc - 6.6
9º) Kevin Magnussen - 6.4
10º) Sergio Pérez - 6.1
10º) Pierre Gasly - 6.1
12º) Carlos Sainz Jr. - 6.0
12º) Esteban Ocon - 6.0
14º) Max Verstappen - 5.6
15º) Stoffel Vandoorne - 5.3
15º) Marcus Ericsson - 5.3
17º) Romain Grosjean - 5.2
18º) Lance Stroll - 4.5
19º) Brendon Hartley - 4.3
20º) Sergey Sirotkin - 3.7