Siga-nos

Super Ranking GP

Super Ranking GP: Di Grassi estreia como líder na semana #1

Quem são os melhores pilotos da atualidade? O GRANDE PRÊMIO lança hoje um ranking que leva em conta uma série de fatores para comparar competidores de diversas categorias do automobilismo e do motociclismo

Quem é o melhor piloto da atualidade? É Lewis Hamilton, o tricampeão da F1, outro da própria F1 ou alguém que vem de outra categoria? A equipe GRANDE PREMIUM procurou elaborar um critério objetivo para alcançar um ranking de quem mais vem se destacando nas principais categorias do automobilismo e do motociclismo.

As categorias consideradas: F1, MotoGP, Indy, Mundial de Endurance, F-E, DTM, GP2, Mundial de Rali e Superbike.

Como? Criamos uma fórmula, tendo como referência o ranking da Fifa para as seleções de futebol, que leva em conta os resultados das corridas, a importância e a competitividade das categorias. Enquanto F1 e MotoGP têm maior peso, campeonatos como a F-E e a Indy têm uma rotatividade maior de vencedores, o que também é considerado.

Além disso, o desempenho das três temporadas anteriores também conta, de forma parcial: eles têm menos peso do que os da atual temporada. Assim sendo, um piloto que foi bem em 2015, mas que, por qualquer que seja a razão, não esteja conseguindo repetir a performance em 2016, não ficará completamente esquecido no nosso ranking.

É por isso que, nestas primeiras versões, as melhores posições estão dominadas por pilotos em atividade na F-E. Os carros elétricos começaram a disputa da segunda temporada de sua história em setembro de 2015, portanto, seis corridas já foram realizadas, e, seus pontos, devidamente computados. Com os demais campeonatos se iniciando, essa distorção vai se normalizar.

Trata-se, portanto, de um cálculo matemático, e não da opinião de um ou outro membro de nossa equipe. Qual a intenção? Como mencionamos, ter uma ferramenta que seja objetiva para comparar os melhores pilotos do mundo, e, claro, rankings e listas são divertidos. Então, por que não?!

Confira os 100 melhores do ranking de pilotos do GRANDE PREMIUM.

Não se assuste com grandes pilotos aparecendo cedo. Apenas o que aconteceu nos últimos quatro anos é levado em conta no Super Ranking GP (Fernando Alonso)

100. Edoardo Mortara — DTM — 435,61
99. Jamie Green — DTM — 438,77
98. Pascal Wehrlein — F1 — 439,05
97. Bruno Spengler — DTM — 439,98
96. Nicolas Lapierre — WEC — 439,98
95. Andrea Iannone — MotoGP — 440,01
94. Charlie Kimball — Indy — 441,21
93. António Félix da Costa — F-E — 443,98
92. Mike Rockenfeller — DTM — 444,52
91. Esteban Ocon — DTM — 445,00
90. Oliver Jarvis — WEC — 447,51
89. Carlos Sainz — F1 — 448,37
88. Fernando Alonso — F1 — 450,62
87. Ott Tänak — WRC — 451,09
86. Marco Wittmann — DTM — 453,11
85. Craig Breen — WRC — 455,48
84. Álvaro Bautista — MotoGP — 459,30
83. Kazuki Nakajima — WEC — 459,62
82. Eugene Laverty — MotoGP — 463,80
81. Stoffel Vandoorne — GP2/F1 — 469,03
80. Nathanaël Berthon — F-E — 471,99
79. Tito Rabat — MotoGP — 472,50
78. Alex Lowes — WSBK — 473,70
77. Nelsinho Piquet — F-E — 476,34
76. Stéphane Lefebvre — WRC — 476,59
75. Alexander Wurz — WEC — 476,82
74. Brendon Hartley — WEC — 482,89
74. Timo Bernhard — WEC — 482,89
73. Markus Reiterberger — WSBK — 483,19
72. Romain Dumas — WEC — 485,49
71. Marc Lieb — WEC — 485,49
70. Neel Jani — WEC — 489,03
69. Carlos Muñoz — Indy — 490,12
68. Anthony Davidson — WEC — 491,97
67. Max Chilton — Indy — 492,97
66. Sébastien Bourdais — Indy — 500,04
65. Xavi Forés — WSBK — 502,42
64. Mark Webber — WEC — 503,16
63. Stefan Bradl — MotoGP — 507,81
62. Jean-Éric Vergne — F-E — 509,78
61. Valtteri Bottas — F1 — 509,95
60. Benoît Tréluyer — WEC — 519,29
59. André Lotterer — WEC — 519,29
58. Marcel Fässler — WEC — 519,29
57. Jari-Matti Latvala — WRC — 522,30
56. Pol Espargaró — MotoGP — 524,07
55. Thierry Neuville — WRC — 528,89
54. Aleix Espargaró — MotoGP — 538,05
53. Nicky Hayden — WSBK — 538,30
52. Takuma Sato — Indy — 540,41
51. Maverick Viñales — MotoGP — 544,80

Pipo Derani comemorando a vitória nas 12 Horas de Sebring (Pipo Derani comemorando a vitória nas 12 Horas de Sebring (Foto: José Mário Dias))

50. Jordi Torres — WSBK — 556,65
49. Bradley Smith — MotoGP — 558,24
48. Josef Newgarden — Indy — 561,39
47. Mikhail Aleshin — Indy — 562,21
46. Oliver Turvey — F-E — 566,97
45. Hayden Paddon — WRC — 577,34
44. Dani Sordo — WRC — 579,72
43. Sylvain Guintoli — WSBK — 579,99
42. Héctor Barberá — MotoGP — 581,72
41. Felipe Massa — F1 — 593,27
40. Pipo Derani — WEC — 593,97
39. Graham Rahal — Indy — 587,17
38. Davide Giugliano — WSBK — 606,72
37. Nico Hülkenberg — F1 — 625,24
36. Helio Castroneves — Indy — 644,37
35. Andreas Mikkelsen — WRC — 648,87
34. Tony Kanaan — Indy — 662,73
33. Romain Grosjean — F1 — 676,16
32. Mads Østberg — WRC — 679,48
31. Michael van der Mark — WSBK — 685,90
30. Andrea Dovizioso — MotoGP — 692,25
29. Will Power — Indy — 696,98
28. Kimi Räikkönen — F1 — 696,98
27. Daniel Abt — F-E — 718,69
26. Sebastian Vettel — F1 —727,41
25. Ryan Hunter-Reay — Indy — 769,04
24. Bruno Senna — F-E — 769,37
23. Daniel Ricciardo — F1 — 786,94
22. Nicolas Prost — F-E — 805,55
21. Chaz Davies — WSBK — 829,89
20. Tom Sykes — WSBK — 830,48
19. Daniel Pedrosa — MotoGP — 851,66
18. Juan Pablo Montoya — Indy — 869,44
17. Jorge Lorenzo — MotoGP — 880,78
16. Sébastien Ogier — WRC — 887,20
15. Robin Frijns — F-E — 932,02
14. Scott Dixon — Indy — 949,99
13. Valentino Rossi — MotoGP — 951,02
12. Jonathan Rea — WSBK — 967,01
11. Stéphane Sarrazin — WEC/F-E — 1001,43

10. Loïc Duval — WEC/F-E — 1002,85 pontos (Loïc Duval (Foto: Audi))
9. Simon Pagenaud — Indy — 1004,29 pontos (Simon Pagenaud (Foto: IndyCar))
8. Lewis Hamilton — F1 — 1007,65 pontos (Lewis Hamilton (Foto: Getty Images))
7. Nick Heidfeld — WEC/F-E — 1073,90 pontos (Nick Heidfeld (Foto: Mahindra Racing))
6. Marc Márquez — MotoGP — 1100,88 pontos (Marc Márquez (Foto: Honda))

Marc Márquez pode não ser o atual campeão, mas os bons resultados de 2013 e 2014 e principalmente o bom começo em 2016 garantem que ele seja o melhor motociclista no Super Ranking GP inaugural. O espanhol é o líder da MotoGP após duas etapas.

5. Nico Rosberg — F1 — 1218,92 pontos (Nico Rosberg (Foto: Getty Images))

O líder do Mundial de F1 vem bem nesta primeira versão do Super Ranking GP. É o primeiro entre os pilotos que não estão na F-E. As duas vitórias em 2016, que contam integralmente na nossa fórmula, o deixam à frente do atual bicampeão Lewis Hamilton. De qualquer forma, a diferença é pequena e pode mudar a qualquer momento.

4. Jérôme D’Ambrosio — F-E — 1260,91 pontos (Jérôme D’Ambrosio (Foto: Dragon))
3. Sam Bird — F-E — 1500,56 (Sam Bird (Foto: Alastair Staley/GP2 Media Service))

Sam Bird é o terceiro na F-E em 2016, tendo vencido uma corrida, na Argentina. O britânico vem se valendo de uma constância de resultados para aparecer bem na pontuação mesmo sem estar em uma das duas melhores equipes da categoria. Antes de deixar o caminho da F1, chegou a ser um dos mais bem cotados para entrar no Mundial com o apoio da Mercedes, mas se viu sem espaço.

2. Sébastien Buemi — F-E/WEC — 1642,86 pontos (Sébastien Buemi)

Sébastien Buemi conquistou há dois anos o título do Mundial de Endurance e brigou até a última volta pela taça da F-E em 2015. Além disso, vem bem de novo na briga pelo campeonato de carros elétricos deste ano. Não é à toa que o suíço tem uma pontuação altíssima no ranking.

1. Lucas Di Grassi — F-E/WEC — 1892,26 pontos (Lucas di Grassi (Foto: Audi ABT))

Lucas Di Grassi aparece por pouco na primeira posição do ranking, à frente de um piloto que vem enfrentando em duas categorias nos últimos anos. Como ressaltado, o fato de a F-E já ter iniciado sua temporada colabora para esta alta colocação inicial dos pilotos da categoria de carros elétricos. Nas seis corridas disputadas, Di Grassi venceu duas vezes, sendo que a última, em Long Beach, o colocou na liderança do campeonato (e também deste primeiro Super Ranking GP).

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect