Siga-nos

Análise

Batida de Leclerc foi boa para Verstappen no GP de Mônaco

Não se pode duvidar da capacidade de Hamilton mesmo largando em 7º, mas, se mantidas as posições de largada, vantagem do inglês para o holandês cairia para apenas dois pontos, na quinta etapa do Mundial de Fórmula 1

Max Verstappen, Red Bull, GP de Mônaco 2021
(Foto: Divulgação/Red Bull Racing)

Max Verstappen evidentemente queria a pole-position para o GP de Mônaco de Fórmula 1. Em um primeiro momento, é até compreensível que o piloto da Red Bull tenha ficado chateado com a batida de Charles Leclerc, da Ferrari, que encerrou o classificatório deste sábado (22) mais cedo. Uma rápida olhada para o grid, no entanto, pode deixar o holandês mais animado apesar do monegasco ainda ser o primeiro. Rival na luta pelo título, Lewis Hamilton, de Mercedes, é apenas o sétimo colocado. 

A largada para a quinta etapa do Mundial acontece neste domingo, a partir das 10 horas (de Brasília), com ao vivo e tempo real do GRANDE PRÊMIO

Como qualquer pontinho vale na conta final de um campeonato que promete ser equilibrado até a corrida derradeira, Verstappen pode olhar com maior carinho para a grelha de classificação. Em uma pista de rua, apertada que só como em Monte Carlo, não é difícil de imaginar que as posições finais da corrida fiquem por aí. Tampouco pode se duvidar de Hamilton, é verdade, mas, neste momento, a vantagem de 14 pontos na liderança cairia apenas para dois. 

Tanto Verstappen, quanto o próprio Hamilton, estavam em voltas voadoras no minuto final do Q3 e tinham enormes chances de melhorar suas classificações. O dono da casa, como se não conhecesse o traçado, bateu no segundo S da Piscina e provocou a bandeira vermelha, encerrando o treino mais cedo para todo o mundo. Além disso, ele já deu trabalho para os mecânicos que vão precisar consertar o carro e, quem sabe até, não precisem mudar peças que faça o piloto perder a pole. 

“Estava tudo indo muito bem. A bandeira vermelha arruinou a nossa chance de pole. Mesmo assim, acho que está sendo um bom fim de semana”, disse Verstappen, começando a tomar conhecimento de que a situação talvez não fosse de tudo ruim realmente.

Charles Leclerc, Ferrari, GP de Mônaco 2021,
Leclerc nem parecia local em Monte Carlo ao bater no muro (Foto: Divulgação/Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ainda no carro, logo quando foi informado da bandeira vermelha e teve de abortar a volta, o #33 soltou os piores palavrões e se disse irritado com a situação. Natural para um competidor de alto nível. Nem quando o engenheiro comunicou a posição do rival Hamilton, ele conseguiu sossegar.

Do outro lado, um pole envergonhado, Leclerc disse que não queria terminar a classificação no muro. De qualquer forma, merece celebrar a primeira pole da Ferrari em 25 corridas, já que não estava nessa posição desde o GP do México 2019. 

Verstappen se desespera e xinga no rádio ao saber da bandeira vermelha

“Não é a mesma sensação [terminar no muro e ver a bandeirada]. Ao mesmo tempo, estou incrivelmente feliz com a minha volta anterior. Apenas preocupado com a caixa de câmbio”, revelou Leclerc.

Se a Ferrari pode comemorar a pole com Leclerc, precisa mesmo lamentar a quarta posição de Carlos Sainz Jr. Evidentemente que é uma ótima colocação de grid, mas o espanhol já havia demonstrado nos treinos livres que poderia render mais. Ele ficou com o segundo melhor tempo nas três atividades antes do classificatório, à frente até de Leclerc.

Leia mais:

+ Senna x Hamilton nas ruas de Monte Carlos

+ Grandes corridas para ver na F1 TV

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect