Siga-nos

Análise

GP da Holanda só engana e F1 ainda deve uma corrida

Depois da prova em bandeira vermelha na Bélgica, e mesmo da confusão na relargada da Hungria, Verstappen reassumiu a liderança do Mundial em uma perseguição chocha de gato e rato contra Hamilton

Max Verstappen, Red Bull, GP da Holanda 2021,
(Foto: Reprodução/Twitter/@redbullracing)

Depois da largada com apenas um carro (Hungria) e da não corrida em bandeira vermelha (Bélgica), nada poderia dar errado no GP da Holanda neste domingo (5). Em termos de organização, de fato, não deu. Mas a corrida mais enganou do que entregou na chocha perseguição de gato e rato entre o vencedor Max Verstappen e o segundo colocado Lewis Hamilton. Apesar da boa vontade da fanática torcida laranja, a Fórmula 1 ainda deve uma corrida boa. 

O anfitrião Verstappen retribuiu a festa bonita da massa laranja com a vitória e de novo a liderança do Mundial: 224,5 pontos, três a mais que Hamilton. Valtteri Bottas, o terceiro na corrida e na tabela de classificação, tem 123 pontos.

“As expectativas aqui eram muito altas e nem sempre é fácil. É uma sensação incrível e a torcida aqui foi incrível”, disse o piloto da Red Bull, ovacionado por seus compatriotas. “Que corrida, que multidão, foi um fim de semana incrível”, respondeu o inglês da Mercedes.

O regulamento não garante emoção em todas as 22 corridas campeonato, tampouco planeja provas sem que nada de mais caótico aconteça. Ainda assim, na cabeça da direção de prova e, personificada em Michael Masi, nada de errado poderia acontecer outra vez. E olha que o lugar para tamanha pressão nem era o ideal, já que Zandvoort voltava ao calendário depois de 36 anos e, devido à pandemia do coronavírus, não se tinha muita referência sobre as obras de reforma no circuito.

A pista tem um traçado até interessante, que lembra um grande kartodromo As curvas Gerlarch e Arie Luyendyk, com as suas peculiares inclinações de 18 graus, permitem tomadas interessantes, imagens bonitas e só. As ultrapassagens, em sua maioria, ficaram restritas às primeiras voltas, quando os carros estavam todos juntos. Em geral, só a imprevisibilidade pela sujeira jogada para dentro da pista quando os carros passavam pelos trechos de grama e brita depois da zebra.

O #33 largou muito bem e, se a ameaça vinha da curva Tarzan, a primeira do só charmoso circuito holandês, foi logo neutralizada. Em outro momento que poderia ser de certa apreensão, o dono da casa tratou de ultrapassar Bottas, que se quer serviu de escudo para o #44, na 31ª volta. Quando o inglês parou para trocar pneus, o holandês repetiu a dose para evitar qualquer surpresa.

Max Verstappen, Red Bull, GP da Holanda 2021,
Verstappen tratou de marcar a estratégia de Hamilton na escolha de pneus (Foto: Reprodução/Twitter/@redbullracing)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A expectativa à beira do Mar do Norte era grande em termos de emoção, mas a verdade é que não rolou. Nem mesmo entre o pelotão intermediário, de onde sempre pode se esperar um pouco mais de confusão. Fico a típica perseguição de gato e rato dos protagonistas da temporada.

Há duas etapas, em Hungaroring, os atropelamentos provocados por Bottas e Lance Stroll logo na primeira volta, complicaram as coisas. Uma relargada parada foi anunciada. Mas, enquanto todos os pilotos foram para os boxes trocar pneus, Hamilton ficou sozinho na pista em uma situação pra lá de esquisita. Já em Spa, o problema se deu por uma total falta de protocolo sobre o que fazer em situação de chuva extrema. A decisão foi por uma fake corrida de duas voltas, atrás do safety-car. Zandvoort também não teve um pega daqueles que os fãs esperam ver. As expectativas ficam renovadas então para o próximo compromisso.

A trinca de provas em fins de semana consecutivos na F1, que começou na Bélgica e passou pela Holanda, terminará no GP da Itália. O tradicional circuito de Monza receberá a corrida de classificação no sábado e a corrida regular no domingo. 

Max Verstappen, Red Bull, GP da Holanda 2021,
Verstappen pulou na frente com sua Red Bull e não deu bola para ameaças da Mercedes (Foto: Reprodução/Twitter/@redbullracing)

Leia mais:

Räikkönen antes e depois do hiato

As piores chuvas da era moderna da F1

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect